Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Abril de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Athayde Nery destaca importância do carnaval de Corumbá para a economia

Rosana Nunes - Marcelo Fernandes em 26 de Fevereiro de 2017

Em Corumbá, onde acompanha o desfile das escolas de samba do grupo de Acesso, o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Athayde Nery, destacou que o carnaval é uma importante ferramenta para aquecer a economia. “Mais do que nunca movimenta a economia. Eu não consegui vaga em hotel e isso mostra que todos os hotéis, restaurantes, estão cheios, você imagina o que isso gerou de emprego e renda. O pessoal está movimentando a cidade inteira. Temos que estabelecer o critério de que as pessoas se reconheçam nisso, só trabalhar não basta, temos que compartilhar nossa história”, afirmou ao ressaltar que Corumbá é a “manifestação máxima” da folia de Momo em Mato Grosso do Sul.

Luíz Fernando Victório

Secretário estadual de Cultura e Turismo, Athayde Nery, acompanha carnaval em Corumbá

Athayde, que também visitará as cidades de Ladário, Aquidauana, Anastácio, além de Campo Grande, antecipou que o governador Reinaldo Azambuja vai acompanhar o desfile das escolas do Grupo Especial de Corumbá nesta segunda-feira, 27 de fevereiro. “Tem que vir aqui para aprender na verdade, mostrar que a crise se enfrenta com alegria, com criatividade e o governador Reinaldo estará aqui às 16h, fez questão de vir, é algo que entusiasma. Ele vai sentir isso aqui realmente e ver como essa avenida se transforma e rebate no Brasil inteiro”, disse.

Fortalecimento da cultura local

O secretário afirmou ainda que a cultura e o turismo em Corumbá são apoiados pelo Governo do Estado. “É importante dizer que o Festival América do Sul Pantanal dentro dessa linha de saber de onde vem, fortalece essa nossa relação latino-americana. Corumbá vai ser o berço disso, vamos discutir aí qual será a melhor data. Estamos trazendo para o Estado o Rally dos Sertões, além de uma série de eventos para construir a cultura do nosso Estado e essa cultura começa aqui em Corumbá. Essa Corumbella o pessoal não fala muito, mas são 600 milhões de anos do primeiro ser vivo multicelular do planeta Terra que tem 3 bilhões de ano, então você tem em Corumbá as referências de que aqui é o começo da humanidade. Eu como filho de pantaneiro, adorador dessa terra aqui fico entusiasmado, porque a gente tem que cada vez mais vir para Corumbá construir essa ponte dessa cultura genuína, porque a partir da cultura que a gente tem sentido de pertencimento e Corumbá tem o sentido de pertencimento do sul-mato-grossense”, finalizou o secretário de Estado.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE