Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
21 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Corumbaense exalta liderança e invencibilidade após empate em casa

Marcelo Fernandes em 18 de Fevereiro de 2017

O empate por 1 a 1 com o Naviraiense neste sábado, 18 de fevereiro, no estádio Arthur Marinho manteve o Corumbaense na liderança isolada do grupo B. O time perdeu o 100% de aproveitamento no Estadual, mas se mantém invicto na competição e liderando o Grupo B com 7 pontos.

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Juninho abriu placar com gol de pênalti no começo do segundo tempo

Autor do gol de pênalti do alvinegro pantaneiro, Juninho destacou ao Diário Corumbaense a manutenção do primeiro lugar na chave e a invencibilidade na Série A 2017. “Estivemos melhor em campo no segundo tempo. Eles jogaram por uma bola, catimbando, segurando todo mundo atrás da linha da bola. Era esse o jogo deles. Felizmente seguimos invictos e continuamos líderes.”

Dono de uma das mais belas jogadas da partida – uma bicicleta em que a bola passou próxima ao gol do Naviraiense no segundo tempo –, o atacante Tuia exaltou o ponto conquistado em casa. “O importante é somar pontos, estamos com sete pontos na liderança. Vamos a Mundo Novo para conquistarmos três pontos lá”, disse ao se referir ao jogo contra o URSO na quarta-feira (22). Sobre a bicicleta na pequena área ele foi direto: “se entrasse seria linda, mas não entrou, não vale nada”.

Jogadores do Corumbaense comemoraram gol junto à torcida

Para Nei César, técnico do Corumbaense, o time foi penalizado por não ter transformado em gol as chances que teve. “O adversário era extremamente difícil, veio com uma proposta de jogo fechado, buscando o contra-ataque, jogando por uma bola e eles conseguiram justamente essa única bola em que saiu o gol. Poderíamos ter feito o segundo, não fizemos e acabamos tomando o gol. Finalizamos mais, tivemos volume de jogo, infelizmente a bola não entrou, futebol é assim. O importante é somar pontos na competição, somos líder da chave.”

A melhora na atuação do time na etapa final – na avaliação do treinador – foi creditada a uma alteração tática feita no intervalo. “No segundo tempo, usamos mais um meia de criação. Adiantamos a marcação, que estava atrás e dificultamos a saída de bola deles”, completou.

A partida no Arthur Marinho teve público total de 4.027 pessoas, com 3.699 pagantes e renda de R$ 24.745,00.

Jogo teve público total superior a 4 mil pessoas

Enxame de abelhas

Minutos antes da partida, bombeiros e um apicultor tiveram que  capturar um enxame de abelhas no túnel inflável do Corumbaense. Não é a primeira vez que isso ocorre. Em 2005 e 2011, jogos válidos pelo Estadual tiveram de ser interrompidos porque jogadores e arbitragem foram atacados por abelhas. A explicação é que o estádio Arthur Marinho está localizado em um "corredor de vento" por onde os insetos transitam entre o Pantanal e a área urbana de Corumbá. 

Bombeiros isolaram túnel inflável e precisaram do apoio de um apicultor para capturar enxame

Galeria: Corumbaense 1 x 1 Ivinhema - 2017

Abrir Super Galeria
Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE