Menu
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Esquema de segurança do carnaval de Corumbá será um dos maiores do Estado

Marcelo Fernandes em 16 de Fevereiro de 2017

O carnaval deste ano em Corumbá terá um dos maiores aparatos de segurança nas ruas durante as cinco noites de folia. Somente a Polícia Militar deve manter cerca de uma centena de homens no perímetro da festa. A segurança do evento ainda contará com efetivos da Guarda Municipal, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Samu e Agência Municipal de Trânsito (Agetrat).

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Reunião no comando do 6º Batalhão da PM discutiu como será o trabalho de segurança

“A previsão é que a gente coloque em torno de 100 policiais militares dentro do perímetro do carnaval, fora a força potencial da cavalaria, que estará nos apoiando. Com certeza, não haverá, em local algum do Estado uma força de policiais militares tão grande dentro de 3,4, ou 5 quarteirões. É um esforço da Polícia Militar para garantir a segurança do maior carnaval do Estado”, disse o tenente Araújo, do 6º Batalhão da PM, que coordenou uma reunião com Agetrat, Guarda Municipal e Agência Municipal de Segurança na manhã da quarta-feira, 15 de fevereiro. 

O comprometimento da PM garante um carnaval seguro para todos. “Temos outras cidades do Estado que não têm um carnaval tão grande quanto o nosso e que há pessoas feridas, mortas. E no nosso, no ano passado, não tivemos nada. Temos uma previsão de 30 a 40 mil pessoas aqui, enquanto outras cidades com 5 mil, 3 mil pessoas dão problema. Isso mostra o tamanho do comprometimento nosso com a segurança”, reforçou o tenente. 

De acordo com o oficial do 6º Batalhão, a segurança de um evento da magnitude do carnaval precisa de articulação entre os órgãos do setor e agremiações envolvidas. “Tem que ter trabalho de coordenação com outros órgãos, não depende só da Polícia Militar, inclusive com promotores de eventos, pois se eles nos trouxerem problemas em questão de horários de descidas de blocos, isso nos traz prejuízos na programação e consequentemente na segurança do carnaval. É um conjunto de fatores que tem de funcionar”, argumentou.

Este ano, uma recomendação de segurança determinou um horário para encerramento das atividades no perímetro do carnaval. “Às 04 horas da manhã não terá mais nada, esse é nosso planejamento. E até às 04h30 ainda haverá comercialização de alimentos e bebidas dentro o circuito”, completou o tenente.

Durante reunião no Comando do 6º Batalhão da PM, o diretor-presidente da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Paulo Guilherme de Arruda, destacou o reforço policial nos pontos de ônibus das ruas Antônio Maria e Antônio João, de onde partirão os ônibus para os bairros e cidade de Ladário, respectivamente. “Ao final das atrações, as forças de segurança farão o reforço nesse local. É importante ainda que a população também colabore, utilizando os serviços de taxistas e mototaxistas regularizados. Eles ficarão posicionados em áreas próprias, bem próximos da avenida”, completou o responsável pela Agetrat.

Detectores de metal, comunicadores e apoio de secretarias 

A Guarda Municipal utilizará 30 detectores de metal para auxiliar no combate à violência. Devem ser disponibilizados 200 homens ao longo dos cinco dias de evento. Exército Brasileiro vai disponibilizar mais de 50 comunicadores para que todo o circuito do carnaval – entre as ruas Frei Mariano e avenida General Rondon – esteja monitorado.

O aparato de segurança contará ainda com equipes da Fiscalização de Postura (Secretaria de Infraestrutura), Secretaria de Saúde, Secretaria de Assistência Social, Fundação de Meio Ambiente e Fundação de Cultura. A Fiscalização de Postura vai verificar barracas, ambulantes, perímetro e a parte legal de todo o carnaval, inclusive o cumprimento do horário de encerramento das atividades de comercialização de bebidas. 

Aparato de segurança pública no carnaval corumbaense atuará totalmente integrado

A Secretaria de Saúde levará sua equipe para a avenida, bem como projetos e programas de conscientização. Já a Secretaria de Assistência Social trabalhará em parceria com o Poder Judiciário por meio da portaria número 001-2017, intitulada ‘Portaria de Carnaval’. A Fundação de Meio Ambiente se responsabilizará pelo licenciamento ambiental e o cuidado dos foliões com as praças e canteiros da cidade. O Conselho Tutelar também vai atuar nas cinco noites do carnaval.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE