Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
27 de Abril de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Em duas noites, operação "Tranquilidade Pública" abordou quase 150 pessoas

Caline Galvão em 12 de Fevereiro de 2017

Com objetivo de coibir crimes em dias que antecedem as festividades carnavalescas, a operação Tranquilidade Pública” foi desencadeada neste final de semana pela Polícia Militar de Corumbá. As ações contaram com abordagens na área central e nos bairros Cervejaria, Dom Bosco, Borrowiski, Beira Rio, Cristo Redentor, Nova Corumbá, Loteamento Pantanal, Popular Nova, morro da Carlinda, Nossa Senhora de Fátima, Cravo Vermelho, Previsul e Centro América. As ações, que duraram pouco mais de três horas cada, aconteceram da noite de sexta para sábado e da noite de sábado para domingo (12). No período, 133 pessoas, dois estabelecimentos comerciais, quatro motocicletas e cinco carros foram abordados e o número de ocorrências policiais diminuiu consideravelmente.

Divulgação/Polícia Militar

Ação das forças de segurança esteve em vários bairros e na área central de Corumbá

Segundo o tenente da PM Araújo, as ações obtiveram êxito. “As três horas e meia de cada operação foram suficientes para garantir a queda de ocorrências durante toda a madrugada”, disse o militar que coordenou as atividades. Conforme o tenente, da noite do dia 03 para 04 de fevereiro, houve tentativa de homicídio, furto, tráfico de drogas, roubo majorado pelo concurso de pessoas e com emprego de arma, totalizando cinco crimes. Já neste fim de semana, das 22h de sexta (10) às 06h de sábado (11), houve apenas crimes de perturbação do trabalho e sossego alheio e resistência.

Da mesma forma, das 22h de sábado às 06h de domingo (12) houve apenas quatro ocorrências em Corumbá, sendo uma desobediência, um por dano, um extravio de documentos e um problema de vias de fato. Uma tentativa de homicídio ocorrida às 07h de domingo, não consta deste balanço. No período anterior, quando não houve operação da PM, dez ocorrências foram registradas, incluindo roubo majorado pelo emprego de arma de fogo.

De acordo com o coordenador da ação, tenente Araújo, os números mostram redução de crimes durante o período da operação e nas horas seguintes da madrugada conforme dados disponibilizados do sistema SIGO (Sistema Integrado de Gestão Operacional). A Polícia Militar contou com reforço de seu efetivo, incluindo policiais militares de folga. A Guarda Municipal, Polícia Militar Ambiental, Conselho Tutelar e Fundação de Meio Ambiente, também apoiaram a operação.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE