Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Abril de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Fim de ano: para evitar tumulto, consumidores optam por compras noturnas

Ricardo Albertoni em 23 de Dezembro de 2016

Fotos: Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

Estima-se que em Corumbá e Ladário as compras de final de ano movimentem cerca de R$ 5,8 milhões

Desde o dia 1º de dezembro, lojas do centro de Corumbá estão funcionando em horário diferenciado, com o objetivo de oferecer aos clientes horários alternativos para as  compras de fim de ano. Estima-se que em Corumbá e Ladário as compras movimentem cerca de R$ 5,8 milhões.  Pelo menos 71% dos moradores devem ir às compras, segundo pesquisa da Fecomércio/MS, em parceria com Sebrae e IPF/MS.

Após o pagamento da segunda parcela do 13º salário aos trabalhadores de carteira assinada e servidores públicos, o movimento no período noturno aumentou, principalmente nas ruas centrais  da cidade. Apesar disso, algumas lojas, como de eletrodomésticos e produtos do lar, optaram por não estender o horário. “Não compensa, não aderimos ao horário extra desde o ano passado. É um gasto que no final das contas para nós não é interessante”, explicou um gerente enquanto fechava a loja na rua Delamare.

Desde o dia 1º de dezembro, lojas do centro de Corumbá estão funcionando em horário diferenciado

Muitos clientes optam pelas compras durante a noite devido ao calor durante o dia ou por preferir realizar as compras com maior tranquilidade. “A gente está mais livre. Durante o dia trabalhamos em casa e agora nesse horário tem mais tempo para fazer as compras com calma. Gostei desse horário, é mais calmo, fresco, dá pra fazer as compras sem tumulto”, ao Diário Corumbaense a dona de casa Cacilda Apontes.

O horário diferenciado, até as 22h, deve ser praticado até a véspera de Natal, neste sábado. Após a data, o comércio voltará a oferecer o horário estendido somente nos dias 30 e 31 de dezembro. Entre os supermercados, os horários variam. O Atacado Fernandes, um dos maiores da cidade vai atender nesta sexta-feira (23) até as 22h. No dia 24, fica aberto até  18h. A Rede Quadri vai oferecer o atendimento até às 20h, também no dia 24 de dezembro.

Muitos consumidores devem deixar para comprar os presentes de Natal na última hora.

Consumidores devem fazer compras de última hora neste Natal

Apesar de o comércio oferecer durante todo o mês de dezembro atrativos que variam entre preços e horários para atender os consumidores, cerca de 14,6 milhões de consumidores brasileiros devem deixar para comprar os presentes de Natal na última hora. É o que indica pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

De acordo com o levantamento, entre os que deixaram para a última hora, a principal justificativa é a espera por promoções com o objetivo de economizar (39,2%). Outros 10,0% revelam que o motivo é a preguiça de fazer compras, deixando para comprar no limite da data comemorativa.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, deixar as compras natalinas para a última hora não é uma escolha acertada para quem pretende economizar, principalmente, em tempos de crise como o atual. "Se o consumidor deixa para comprar muito em cima da hora, acaba não tendo tempo para pesquisar preços ou encontrar opções de produtos mais baratas e, consequentemente, gasta mais, comprometendo o orçamento", explicou o economista Kawauti.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE