Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Fifa pune novamente seleção do Chile por homofobia

Agência Brasil em 20 de Dezembro de 2016

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) anunciou nessa segunda-feira (19) que a seleção do Chile terá que pagar uma multa e ficará fora do jogos oficiais por causa dos insultos de caráter homofóbicos lançados por sua torcida. Esta não é a primeira vez que o time é punido. A informação é da Rádio França Internacional.

A seleção chilena terá que pagar CHF 30 mil (cerca de R$ 100 mil) como sanção pelo comportamento de seus torcedores durante o jogo de 15 de novembro contra o Uruguai. Na partida, a torcida entoou várias canções homofóbicas.

Além do Chile, a Fifa decidiu punir outras federações por incitação à homofobia. Argentina, Colômbia, Panamá, Honduras e México estão na lista da federação, além da Romênia do lado europeu.

No caso da equipe chilena, esta é a oitava punição pelo mesmo motivo. Desta vez, além da multa, o time, cuja torcida já é chamada pela imprensa local de “a mais homofóbica do mundo”, ficará fora dos jogos oficiais contra o Paraguai e Equador, que estavam previstos para agosto e outubro de 2017, respectivamente, no Estádio Nacional de Santiago.

O comportamento dos torcedores chilenos tem gerado muitas reclamações. Em setembro, até o presidente da Bolívia, Evo Morales, reclamou no Twitter, e depois em carta enviada à Fifa, da “conduta imprópria” dos torcedores da “Roja” durante um jogo em Santiago contra a seleção do país vizinho.

Associações locais, como o Movimento de Integração e Liberação Homossexual, uma entidade LGBT chilena, já disseram que a homofobia é parte do futebol nacional e pediram campanhas educativas e de sensibilização.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE