Menu
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Guto e Luxemburgo são cotados para o lugar de Oswaldo no Corinthians

Uol Esportes em 15 de Dezembro de 2016

Dois meses depois de ser anunciado, o treinador Oswaldo de Oliveira foi demitido do Corinthians nesta quinta-feira (15). O treinador tinha contrato até o final de 2017 com o clube, mas a diretoria decidiu rescindir o vínculo. Seu substituto ainda não foi definido, mas os principais cotados são Guto Ferreira, do Bahia, e o veterano Vanderlei Luxemburgo, desempregado. 

A saída de Oswaldo, definida na quarta-feira, foi consequência da grande pressão política sobre os ombros do presidente Roberto de Andrade. Ele tinha compromisso pessoal com o treinador a respeito da continuidade e a defendia até a manhã de quarta, mas foi convencido de que a demissão traria paz ao Corinthians para iniciar 2017. 

A demissão de Oswaldo é consequência do fraco desempenho do clube sob seu comando. O Corinthians falhou no objetivo de se classificar para a Libertadores com uma queda de rendimento notória desde que o técnico estreou, no dia 16 de outubro, na vitória por 2 a 0 sobre o América-MG.

No Campeonato Brasileiro, foram duas vitórias, quatro empates e duas derrotas, aproveitamento que deixou o clube na sétima colocação, uma abaixo da zona de classificação para a Libertadores. O time chegou à última rodada ainda com chances, mas a derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro frustrou a busca pela vaga.

Sob seu comando, o Corinthians também foi eliminado das quartas de final Copa do Brasil em derrota por 4 a 2 para o mesmo Cruzeiro. No primeiro duelo, ainda sob comando de Fábio Carille, o time corintiano venceu por 2 a 1, o que dava a vantagem do empate no duelo do Mineirão. Seu aproveitamento geral foi de 37%.

Esta foi a terceira passagem de Oswaldo de Oliveira ao Corinthians, a segunda precoce e ruim. Após auxiliar Vanderlei Luxemburgo no título brasileiro de 1998, ele foi efetivado pela primeira vez no cargo em 1999 e, em um ano e meio de trabalho, conquistou o Campeonato Paulista, o Brasileiro e o Mundial de Clubes. Na segunda passagem, em 2004, o treinador teve menos sucesso e se despediu sem conquistas.

Os candidatos para a sucessão de Oswaldo

Dois nomes de perfis bem distintos são os mais comentados no Parque São Jorge. O favorito até aqui é Guto Ferreira, do Bahia e recomendado há bastante tempo por Tite para o presidente Roberto de Andrade. Ele tem vínculo com o clube baiano, pelo qual recentemente conquistou o acesso à Série A. Recentemente, também fez bons trabalhos por Chapecoense e Ponte Preta. 

No momento, Guto Ferreira está em visita a clubes na Alemanha para aperfeiçoamento de métodos de trabalho. A direção do Bahia já tem ciência de que o nome dele é bastante cotado no Corinthians. 

Quem também é bastante citado é Vanderlei Luxemburgo. Ele se ofereceu para o Corinthians após a saída de Tite e conta com o lobby de várias pessoas próximas à diretoria. O próprio Roberto de Andrade já declarou admiração por Luxa, que também é muito amigo do ex-presidente Andrés Sanchez e do consultor médico Joaquim Grava. Os vários trabalhos ruins recentes e a metodologia centralizadora são pontos que jogam contra Vanderlei. 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE