Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
22 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Cemtec alerta que chuvas continuam em MS nos próximos dias

Notícias MS em 14 de Dezembro de 2016

Divulgação

Entre os dias 14 e 21 de dezembro o Estado irá registrar grande volume de chuva

As chuvas não darão trégua em Mato Grosso do Sul nos próximos dias. O alerta é da meteorologista do Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec-MS), Franciane Rodrigues. Segundo ela, o grande volume de precipitação pluviométrica registrado no Estado no mês de dezembro é normal, já que este é um período de fortes pancadas de chuva.

No Estado, a média histórica de chuvas em dezembro varia entre 100 e 260 milímetros, sendo os municípios de Paranaíba (274,9 mm), Cassilândia (270,6 mm) e Costa Rica (249,3 mm) os que registram maior volume de precipitação de água. Em Campo Grande, a média histórica no último mês do ano é de 224,9 mm.

“O que ocasiona essa condição climática são os ventos quentes e úmidos vindos da região Norte do Brasil. Eles chegam a Mato Grosso do Sul e formam nuvens carregadas, aumentando a umidade relativa do ar e ocasionando chuvas fortes, com rajadas de ventos e descargas elétricas”, explica Franciane.

Conforme a meteorologista, entre os dias 14 e 21 de dezembro o Estado irá registrar grande volume de chuva. “Pancadas totalmente fortes, tempo nublado e bastante descarga elétrica”, alerta. De acordo com ela, o tempo fechado deve amenizar no domingo (18) e na segunda-feira (19), mas nos dias seguintes voltará ser realidade em todo o Estado.

Raios

Ainda de acordo com a profissional do tempo do Cemtec-MS, Mato Grosso do Sul é um dos estados campeões em incidência de raios no Brasil. Só entre os dias 1º e 12 de dezembro foram 312.947 raios caindo em solo sul-mato-grossense, conforme estimativa do Instituto de Meteorologia da Universidade de São Paulo (USP), que faz levantamento nacional via satélite.

“Somos um dos estados com maior descarga elétrica justamente pela incidência dessas nuvens”, conta. “É uma condição normal para o período do final do ano”, reforça Franciane. De acordo com o levantamento, o Pantanal de Mato Grosso do Sul é a região mais atingida pelos raios. “Especialmente Corumbá, seguida por Porto Murtinho e Aquidauana”, revelou.

Para prevenir acidentes em épocas de tempo severo, com grande quantidade de chuva e raios, a meteorologista diz que não é recomendável procurar abrigo embaixo de árvores e evitar estacionar veículos próximo de torres de transmissão e de placas de publicidade. Dentro de casa deve-se evitar o uso de aparelhos eletrônicos e tirar os dispositivos da tomada. “Qualquer dúvida é aconselhável ligar para a Defesa Civil no 199”, finaliza.

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE