Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
26 de Julho de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Quebra Torto com Letras inspirou sabores e "alimentou" a poesia no FASP

Notícias MS em 14 de Novembro de 2016

Uma das grandes sacadas dos organizadores do Festival América do Sul Pantanal (FASP), se tornando a marca de um evento internacional que busca a integração dos povos e celebrar a diversidade cultural dessa fronteira, o Quebra Torto com Letras continua sendo uma das atividades mais concorridas – e deliciosas. Pode-se assim dizer que o encontro de artistas, poetas, escritores e contadores de história com final de degustação da culinária pantaneira é a essência do festival.

Divulgação/Notícias MS

Mesa farta atraiu público fiel ao Quebra Torto com Letras

“O Quebra Torto consegue reunir todo o clima dessa festa da nossa cultura”, sintetiza o secretário estadual de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), Renato Roscoe, que voltou na manhã deste domingo ao Moinho Cultural para mais uma atividade do tradicional evento. “Aqui se exprime e se mostra poeticamente como é essa cultura local tão influenciada pelos navegantes desses rios pantaneiros e platinos”, acrescenta. “Uma poesia de alto nível para uma culinária também de alto nível”, completa.

Nome da primeira refeição do homem pantaneiro na sua lida do campo e nas extasiadas viagens no lombo do cavalo para tocar as boiadas até as grandes invernadas do planalto, o quebra torto resume o que representa o festival, segundo o secretário. “O Fasp não é apenas música, ou teatro ou circuitos circenses, e o Quebra Torto com Letras é bem isso, atraindo um grande público em um domingo de manhã para ouvir poesia”, diz o secretário.

De fato, o evento é também sucesso de público – sempre foi em todas suas edições -, com a participação de grandes expressões da literatura brasileira e regional. Neste domingo, a estrutura montada no pátio do Moinho Cultural Sul Americano atraiu centenas de jovens e adultos para discutir o tema “o reino das palavras: poesia em todas as pessoas”.

Emmanuel Marinho participou do Quebra Torto com Letras no domingo, no Moinho Cultural

O respiro

Presentes os convidados Emmanuel Marinho, poeta e ator, considerado uma das referências culturais de Mato Grosso do Sul; o premiado jornalista e poeta Bruno Molinero (SP) e o poeta, letrista e escritor carioca Mauro Santana, com abertura em ritmo de samba com o Quarteto do Choro, formado por instrumentistas de Corumbá. Ao final, a plateia deliciou-se das iguarias pantaneiras – arroz carreteiro, macarrão com carne seca, doces caseiros, bolos, sopa paraguai –, preparadas pela culinarista Lídia Leite.

“O Quebra Torto com Letras é a essência verdadeira desse festival, onde a gastronomia também se apresenta com sabores dessa mistura latina que é Mato Grosso do Sul”, observa a diretora do Moinho Cultural, Márcia Rolon, também coreógrafa e bailarina. “O Quebra Torto é o respiro, resume tudo que é festival, exceto o cinema, com a presença de poetas de grande expressão e um público sempre fiel”.

O evento aconteceu nas manhãs de sábado (12) e domingo (13), durante a 13ª edição do FASP.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE