Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
25 de Maio de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Homem é autuado em R$ 14 mil por transporte ilegal de galos de briga

Caline Galvão em 10 de Outubro de 2016

Na semana passada, policiais militares ambientais de Miranda apreenderam, no Posto Guaicurus, na BR-262, 14 galos de briga domésticos da espécie galo-índio que eram transportados ilegalmente por um homem de 35 anos em uma saveiro. Os animais estavam em situação de maus-tratos.

Divulgação PMA

Galos tiveram suas esporas removidas, pés amarrados, cabeça e corpo enrolados em tecidos

A PMA verificou que todos os galos tiveram as esporas removidas e alguns apresentavam ferimentos e também se encontravam com os pés amarrados e o corpo e cabeça enrolados em tecidos e acondicionados no compartimento de carga (carroceria) e cabine do veículo. Além disso, os galos estavam dentro de pequenas caixas com restrição de movimentos, privação de luz e circulação aérea inadequada, o que caracteriza crime de maus-tratos. Os animais e o veículo foram apreendidos.

O infrator, residente em Campo Grande, afirmou que as aves seriam trazidas para Corumbá, onde entregaria a uma pessoa desconhecida e depois os galos seriam levados para a Bolívia. No dia 05 de março deste ano, a PMA apreendeu 35 galos nas mesmas condições que seguiam para a Bolívia.

A pena para maus-tratos contra animais é de três meses a um ano de detenção

O infrator foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Miranda, onde foi autuado por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena para o crime é de três meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 14.000,00 pela PMA.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE