Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
18 de Agosto de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Ronda escolar volta a ser realizada pela Guarda Municipal de Corumbá

Caline Galvão em 12 de Julho de 2016

A ronda escolar voltou a ser realizada pela Guarda Municipal de Corumbá há uma semana. A atividade consiste em promover mais segurança às instituições educacionais e aos estudantes, coibindo atos de vandalismo e crimes como roubos e furtos. Inicialmente apenas escolas municipais serão envolvidas no projeto, mas o objetivo é ampliar para instituições estaduais e federais.

Johny Canavarros, comandante da Guarda Municipal, explicou ao Diário Corumbaense que o projeto da ronda escolar foi implantado no município há muitos anos, mas  ficou parado durante cerca de uma década e agora está retornando. “A gente tem visto nas redes sociais e nos jornais muitos atos ilícitos em escolas, então resolvemos retornar com esse projeto que visa intensificar a ronda nas escolas coibindo atos ilícitos e realizando integração entre a direção das escolas, Guarda Municipal e a população”, esclareceu Canavarros.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Ronda escolar é realizada durante 24 horas em regime de escala pelos guardas municipais

Com esse projeto, tanto as pessoas que atuam nas escolas quanto as que moram nas redondezas dessas instituições podem ligar para o 153 e fazer denúncias. O telefone funciona 24 horas e sete guardas trabalham em regime de escala com a ronda escolar. “A gente está também com parceria com a Polícia Militar que tem dado bastante apoio e queremos minimizar ocorrências que acontecem tanto no interior quanto na parte externa. Geralmente são brigas, pessoas vendendo drogas nas proximidades das escolas e estamos pedindo para que pessoas que tenham visto essas ocorrências possam ligar para o 153”, disse Canavarros. A ligação é gratuita.

Ele explicou que o trabalho conjunto entre ronda escolar e o videomonitoramento tem dado mais agilidade à Guarda Municipal e ajudado no atendimento das ocorrências. Canavarros afirmou que a ronda já deu frutos. Na sexta-feira passada, um policial que estava à paisana, próximo a uma escola acionou a ronda escolar que passava pelo local e os guardas conseguiram deter um homem que havia roubado duas estudantes.

Na Escola Municipal José de Souza Damy, onde há 16 câmeras de segurança, a diretora Márcia Ivana do Amaral acredita que o retorno da ronda escolar vai ajudar a coibir atos ilícitos, briga entre estudantes e crimes como roubos e furtos. “Só traz benefícios, é na verdade um apoio porque no decorrer de cada período, fazem uma visita na unidade e ao redor da escola e isso ajuda com relação a indisciplinas e fugas”, afirmou Márcia.

Ela reforçou que a escola Damy foi a primeira a firmar parceria com a Guarda Municipal na implantação de câmeras de segurança em unidades escolares e esse sistema de videomonitoramento tem auxiliado na segurança externa e na resolução de problemas internos da instituição. “A escola só tem a parabenizar a Guarda Municipal pelos trabalhos que vêm desenvolvendo porque essa parceria não é nova, vem de longa data e que está cada vez se renovando e estreitando mais esse apoio entre a Guarda e a escola”, disse a diretora.

Comandante da Guarda Municipal lembra que a população pode realizar denúncias pelo 153

Para Márcia, é “excelente” a integração entre a ronda escolar e o projeto de videomonitoramento. “A partir do momento que eles têm o conhecimento de tudo o que está acontecendo junto com a escola, é mais fácil. Lá, eles têm um trabalho mais focado, muitas vezes ligam para a escola afirmando que está acontecendo uma situação e a questão é resolvida rápido”, afirmou a diretora. “Problemas internos já foram resolvidos de forma imediata por conta das imagens e até situações externas como furtos de bicicletas. Isso facilita muito”, disse a diretora que acrescentou ainda que com as câmeras e as rondas até confusões entre alunos diminuíram.

Estudante do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), Gabriel dos Santos frequenta a escola à noite e afirmou que a segurança realizada pela Guarda Municipal fez os alunos preservarem mais a instituição. “Acho muito bom porque pelo menos para de ter briga, é uma segurança a mais para a escola, os estudantes param de rabiscar o prédio, ficou bem melhor. Pararam de danificar o patrimônio, que é público”, afirmou o estudante.

Letícia Farias, de 12 anos, frequenta o 7º ano da instituição e contou que os alunos agem com tranquilidade com relação às câmeras e às rondas. De acordo com ela, as brigas entre alunos diminuíram e ela aprova a atividade dos guardas com relação à segurança da escola. “Antes tinha mais brigas, agora diminuiu”, afirmou Letícia.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE