Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
21 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Videomonitoramento chega às escolas da Reme

Caline Galvão em 04 de Julho de 2016

O sistema de videomonitoramento da Guarda Municipal está sendo instalado em 15 unidades escolares do município pela Prefeitura de Corumbá. Através de recursos financeiros da Secretaria Municipal de Educação com apoio de emenda parlamentar de um deputado, foram instaladas 16 câmeras na Escola Municipal Tilma Fernandes Veiga e 11 câmeras no Centro de Educação Infantil (CEI) Valódia Serra, no bairro Cervejaria. O objetivo da instalação do sistema nas escolas é inibir vandalismo, crimes como furtos e proporcionar mais segurança aos estudantes, pais e funcionários das instituições.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Câmeras estão localizadas na área externa e em locais de maior movimentação de pessoas dentro da escola

Weber Isaac da Luz, supervisor do videomonitoramento, afirmou que o uso da tecnologia através de câmeras tem aprimorado o trabalho da Guarda Municipal de tomar conta do bem público e agora vai melhorar essa atividade com relação às escolas municipais. “Por meio da tecnologia, implantando câmeras, vai facilitar muito mais o serviço da Guarda Municipal porque você vai conseguir, ao invés de ser somente por meio de rondas, ver em tempo real o que está acontecendo de fato naquele local”, disse Weber.

Ele afirmou que a preservação do bem público, com relação a atos de vandalismo como pichações, depredações e furtos, que muitas vezes são percebidos somente depois de algumas horas, podem ser inibidos e até solucionados de forma mais rápida. “Você vai conseguir detectar na hora e tomar uma providência o mais rápido possível e também vai ajudar no monitoramento das atitudes dos alunos dentro do complexo das escolas, seja no horário de entrada, de saída ou durante o recreio, que é o momento em que às vezes ocorrem algumas adversidades entre os alunos”, disse Weber.

Jonathan Gonçalves dos Santos, diretor da Escola Municipal Tilma Fernandes e do CEI Valódia Serra, afirmou que as câmeras vão proporcionar mais segurança e ajudar no desenvolvimento dos trabalhos no complexo escolar. “A unidade escolar tem histórico de vários furtos, roubos, invasões, depredação do prédio público, eu acho que esse projeto vai contemplar aquilo que a comunidade esperava, melhor segurança, um olhar maior para a instituição e preservação. Essas câmeras vão inibir  atos de vandalismo, essas invasões que acontecem principalmente em período de férias e feriado. Vai servir para trazer segurança, não só para os alunos e pais, mas para quem trabalha na instituição e colabora com a educação porque traz esse sossego que todos esperavam”, afirmou ao Diário Corumbaense.

As escolas Clio Proença e José de Souza Damy foram pioneiras na implantação das câmeras. Naquela época, quando o projeto ainda estava sendo iniciado pela Guarda, os aparelhos foram adquiridos pelas direções das duas escolas. Agora, a administração pública está adquirindo as câmeras que estão sendo instaladas nas escolas pela Guarda Municipal. A pretensão é que o projeto seja aprimorado nas instituições pioneiras e que mais 11 unidades recebam câmeras até o final deste ano, totalizando 15 escolas e creches que serão constantemente monitoradas.

Neste primeiro momento, as escolas municipais Luiz Feitosa Rodrigues, Fernando de Barros, Djalma Sampaio Brasil, Almirante Tamandaré, Izabel Corrêa de Oliveira, Ângela Maria Pérez, Cyríaco Félix de Toledo, Delcídio do Amaral, Cássio Leite de Barros e os CEIs Maria Candelária Leite, Serv Carmo e Hélia da Costa Reis serão contempladas pelo projeto.

Sistema de videomonitoramento funciona 24h e será implantado em 15 unidades escolares

Câmeras inibem uso de drogas em locais públicos e elucidam crimes

A Guarda Municipal realiza videomonitoramento através de 81 câmeras já instaladas em toda a cidade, sendo 54 delas em unidades escolares, 12 em dois postos de saúde, 09 na área central e Porto Geral e 06 na praça Generoso Ponce. Equipe de 16 operadores trabalha em regime de escala na Central de Videomonitoramento e a cada turno 04 pessoas fazem o monitoramento das imagens. Os filmes são gravados e permanecem guardados por 30 dias, e têm auxiliado a elucidar e inibir crimes.

Desde que começou a implantação das câmeras, cerca de 10 crimes foram solucionados com ajuda das imagens captadas pela Central, de acordo com a supervisão do local. No entanto, todos os dias cerca de duas ou três ocorrências surgem relacionadas ao uso de entorpecentes em locais públicos. Por causa do trabalho desenvolvido pela Guarda, o número de usuários de drogas em praças e ruas onde as câmeras estão instaladas diminuiu, segundo Weber Isaac, supervisor do videomonitoramento. Ele explicou que como o trabalho dos guardas municipais está dificultando o uso de entorpecentes, os usuários de drogas estão evitando locais onde estão instaladas as câmeras.

O que facilita o trabalho dos operadores da Central de Videomonitoramento é que as câmeras instaladas em locais como as escolas possuem sensor de presença. Então, quando há movimentação em determinado local, automaticamente a imagem a ser exibida nas telas da Central é especificamente onde está havendo movimentação. As câmeras instaladas na área central e no Porto Geral fazem giro de 360°, o que ajuda no monitoramento das imagens. Weber afirmou que recentemente novo aparelho foi instalado no centro da cidade, na esquina das ruas 15 de Novembro e Dom Aquino. 

Veja abaixo momento em que o sistema de videomonitoramento flagra furto de lâmpada em escola e a Guarda Municipal chega ao local segundos depois.

Divulgação: Guarda Municipal

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE