Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
17 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Prévia da inflação oficial tem alta de 0,44% em novembro

Fonte: Agência Brasil em 26 de Novembro de 2009

A prévia do Índice de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA-15, teve alta de 0,44% em novembro, ante a aceleração de 0,18% registrada em outubro, segundo divulgou hoje (26), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Em novembro de 2008, o IPCA-15 havia sido de 0,49%. Entre janeiro e novembro, a inflação é de 3,79%, abaixo dos 5,79%, do mesmo período do ano passado. No 12 meses fechados até a primeira quinzena de novembro, a taxa ficou em 4,09%, abaixo do resultado do mesmo período imediatamente anterior (4,14%).

De acordo como IBGE, os alimentos puxaram o indicador. Os preços desse grupo subiram de 0,25% para 0,39%, de outubro para novembro. O tomate liderou a alta, com amento de 26,99%, seguido pela gasolina que ficou 1,36% mais cara, influenciada pelo álcool, em alta de 9,13%. No período, também ficaram mais caros a cebola (19,05%), a batata inglesa (9,63%) o açúcar refinado (4,51%), o óleo de soja (3,74%) e as carnes (1,07%).

A pesquisa também mostra que subiram os preços de automóveis novos em 1,11% e das passagens áreas, em 18,03%. O consumidor paga mais também por artigos de residência (0,53%), vestuários (0,63%) e teve gastos elevados com despesas pessoais (0,36%). Das 11 principais regiões do país avaliadas na pesquisa, Brasília teve a maior inflação (0,71%). O menor resultado foi verificado em Belém, 0,30%. Para o cálculo do IPCA-15 o IBGE coletou preços entre 14 de outubro e 13 de novembro. O resultado foi comparado com os índices verificados entre 15 de setembro e 13 de outubro. O indicador, que é uma prévia do IPCA, o índice oficial de inflação, mede a variação dos gastos de famílias com renda de um a 40 salários mínimos.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE