Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
16 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

A arte dos tapetes de rua na celebração de Corpus Christi

Da Redação em 11 de Junho de 2009

Mariana Conte

Cada desenho tem um significado religioso

A confecção de tapetes de rua é uma manifestação de arte popular que tem como origem a comemoração do Corpus Christi (Corpo de Cristo), celebrada nesta quinta-feira, 11 de junho. A celebração surgiu na Idade Média e consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. Quarenta dias depois do Domingo de Páscoa é a quinta-feira da Ascensão do Senhor. Dez dias depois temos o domingo de Pentecostes. O domingo seguinte é o da Santíssima Trindade, e na quinta-feira é a celebração do Corpus Christi. 

É uma das mais tradicionais festas do Brasil, comemorada no país desde a chegada dos portugueses. A tradição de fazer o tapete com folhas e flores vem dos imigrantes açorianos. Essa tradição praticamente desapareceu em Portugal continental, onde teve origem, mas foi mantida nos Açores e nos lugares onde chegaram seus imigrantes, como por exemplo Florianópolis. 

No Brasil, a tradição de se fazer os tapetes de rua acontece em inúmeras cidades, geralmente com voluntários que começam os preparativos dias antes da solenidade e passam a noite trabalhando. Em Corumbá, a comunidade da Igreja Sagrado Coração de Jesus, começa a confecção logo cedo e reúne homens, mulheres e crianças. Confeccionar os tapetes com areia e serragem já é uma tradição do município, a procissão de Corpus Christi ocorre em torno da área central da cidade, e grupos de moradores, congregações religiosas, entidades beneficentes e movimentos ligados à Igreja Católica dividem a tarefa de enfeitar as ruas. Cada grupo é responsável por uma pequena parte do trajeto e cada desenho tem um significado religioso. 

Há quatro anos participando da tradicional confecção de tapetes da comunidade do Sagrado Coração de Jesus, Alfredo Ferraz, 20 anos organiza a ornamentação. “Esse é um momento muito importante porque além de ser uma descontração, essa ação desperta o espírito religioso da pessoa, e o mais interessante é que muitas crianças participam e isso é primordial, porque incentiva desde cedo o lado religioso”, comentou Alfredo, ao lembrar que a tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais. Pela primeira vez participando, Eliane Fonseca Ramos, de 35 anos ficou encantada com a confecção. “É muito bonito ver a comunidade reunida confeccionando tapetes tão criativos, além de ser um momento religioso, que transmite sensação de paz e união.”

A festa religiosa também é uma oportunidade para a prática da solidariedade. Neste dia, os fiéis têm costume de fazer doações, depois revertidas para as famílias necessitadas ou obras sociais mantidas pela Igreja. Durante a missa o celebrante consagra duas hóstias: uma é consumida e a outra, apresentada aos fiéis para adoração. Essa hóstia permanece no meio da comunidade, como sinal da presença de Cristo vivo no coração de sua Igreja.

Ainda nesta quinta-feira, a procissão acontece às 18h30, onde os fiéis passam pelo tapete e percorrem o centro da cidade, logo após é realizada a missa.

História de Corpus Christi

O feriado de Corpus Christi é uma festa ao Corpo de Cristo. A data é adotada na Igreja Católica, para comemorar a presença de Jesus Cristo no sacramento da Eucaristia, pela mudança da substância do pão e do vinho na de seu corpo e de seu sangue (O Catolicismo declara que a hóstia, torna-se literalmente em Carne e Sangue do Senhor Jesus). 

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XII. A Igreja sentiu necessidade de realçar a presença real do "Cristo todo" no pão consagrado. Esta necessidade se aliava ao desejo do homem medieval de "contemplar" as coisas. Surgiu nesta época o costume de elevar a hóstia depois da consagração. Disseminava-se uma controvertida piedade eucarística, chegando ao ponto das pessoas irem à igreja mais para "verem" a hóstia do que para participarem efetivamente da eucaristia. A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes. A Festa da Eucaristia tornou-se um dever canônico mundial.

 

 

Galeria: Tapetes Corpus Christi

Abrir Super Galeria
Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE