Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Setembro de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Cavani ofusca Cristiano Ronaldo e coloca o Uruguai nas quartas de final

Gazeta Esportiva em 30 de Junho de 2018

REUTERS / Jorge Silva

Cavani marcou os dois gols da vitória da seleção uruguaia sobre Portugal

Edinson Cavani ofuscou Cristiano Ronaldo neste sábado, no Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi. Foram do companheiro de Neymar no Paris Saint-Germain os dois gols do Uruguai na vitória por 2 a 1 sobre Portugal, nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. O brasileiro Pepe, de cabeça, anotou para a seleção eliminada.

O primeiro gol de Cavani saiu logo aos seis minutos, aproveitando um cruzamento do outro astro do seu país, Luis Suárez. No segundo tempo, Portugal ganhou sobrevida com Pepe, porém o atacante adversário voltou a fazer a diferença com uma finalização de primeira. Depois, acusou uma contusão muscular e precisou ser substituído por Stuani.

Torcendo pela rápida recuperação de Cavani, o Uruguai voltará a campo às 11 horas (de Brasília) de sexta-feira, em Níjni Novgorod, buscando uma vaga nas semifinais do Mundial. A adversária será a França, que, mais cedo, superou a Argentina com um triunfo por 4 a 3 em Kazan.

Dupla uruguaia funciona
Juntas, as estrelas do Uruguai brilharam mais do que Cristiano Ronaldo no princípio da partida em Sochi. Logo aos seis minutos, Cavani fez uma bela inversão de jogo para Suárez, que, da ponta esquerda, cruzou com força. O seu companheiro correu em direção à área e cabeceou para dentro na segunda trave. Um golaço.

A vantagem uruguaia desestabilizou Portugal. Muito dependente de Cristiano Ronaldo, que girava de um lado a outro e sempre esbarrava na forte marcação sul-americana, o time lusitano não conseguia criar oportunidades para empatar a partida, embora ficasse mais tempo com a bola nos pés.

Experiente, o Uruguai congestionava o meio-campo e sabia que não havia motivos para acelerar o jogo. A equipe dirigida por Óscar Tabárez não chegava a dar muito trabalho ao goleiro Rui Patrício (à exceção de uma falta cobrada por Suárez), mas sentia que Muslera também não era ameaçado. Para frustração do técnico Fernando Santos, inquieto à beira do campo.

Cavani decide e sai amparado por Cristiano Ronaldo
Portugal preferiu corrigir os seus problemas à base da conversa no intervalo e retornou para o segundo tempo sem alterações. A intenção era passar a incomodar o Uruguai com bastante movimentação ofensiva. Foi com um levantamento na área, contudo, que a equipe lusitana alcançou o empate.

Aos nove minutos, Raphael Guerreiro recebeu a bola em uma cobrança curta de escanteio e fez o cruzamento da esquerda. Dentro da área, o brasileiro naturalizado português Pepe aproveitou um raro vacilo da defesa uruguaia para saltar sem marcação e cabecear para o gol – o primeiro sofrido pelo Uruguai na Copa do Mundo da Rússia.

Portugal parecia que assumiria o controle do jogo a partir de então, encurralando o Uruguai. Cristiano Ronaldo e os seus companheiros só não contavam com o talento de Cavani. Aos 16 minutos, Muslera deu um chutão para a frente, e Nández rolou para a ponta esquerda. Dali, o atacante do Paris Saint-Germain arrematou de primeira, cruzado, para acertar a rede outra vez.

Outra vez atrás no placar, Fernando Santos recorreu à entrada de Quaresma na vaga de Adrien Silva e mandou Portugal ao ataque. Do outro lado, enquanto se defendia das investidas lusitanas, o Uruguai sofreu uma baixa significativa. Cavani acusou uma lesão muscular e saiu de campo amparado por Cristiano Ronaldo. Stuani foi o substituto.

Sem Cavani e com Cristian Rodríguez e Carlos Sánchez nas vagas de Betancur e Nández, o Uruguai já se contentava em colocar em prática somente o seu bom jogo defensivo. Portugal não teve outra alternativa a não ser atacar, mesmo que desorganizadamente. Foi o que fez com André Silva e Manuel Fernandes nos postos de Gonçalo Guedes e João Mário. Sem sucesso.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 2 X 1 PORTUGAL

Local: Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi (Rússia)
Data: 30 de junho de 2018, sábado
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: César Ramos (México)
Assistentes: Marvin Torrentera e Miguel Hernández (ambos do México)
Público: 44.287 pessoas
Cartões amarelos: Cristiano Ronaldo (Portugal)
Gols: URUGUAI: Cavani, aos 6 minutos do primeiro tempo e aos 16 minutos do segundo tempo; PORTUGAL: Pepe, aos 9 minutos do segundo tempo

URUGUAI: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín e Laxalt; Torreira, Vecino, Nández (Carlos Sánchez) e Bentancur (Cristian Rodríguez); Suárez e Cavani (Stuani)
Técnico: Óscar Tabárez

PORTUGAL: Rui Patrício; Ricardo Pereira, Pepe, José Fonte e Raphael Guerreiro; William Carvalho, Adrien Silva (Quaresma), Bernardo Silva e João Mário (Manuel Fernandes); Cristiano Ronaldo e Gonçalo Guedes (André Silva)
Técnico: Fernando Santos

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE