Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
16 de Julho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Polícia Federal queima quase 900 quilos de droga apreendidos em Corumbá e Ladário

Ricardo Albertoni em 26 de Junho de 2018

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

A destruição da droga aconteceu no forno da usina Granha Ligas instalada na área industrial de Corumbá

A Polícia Federal de Corumbá realizou na manhã desta terça-feira (26) a incineração de 894 quilos de cocaína e 546 pílulas de ecstasy, apreendidos em Corumbá e Ladário entre 2017 e 2018. A destruição da droga aconteceu no forno da usina Granha Ligas, instalada na área industrial de Corumbá, que funciona a temperatura média de 750 graus. Fiscais da Vigilância Sanitária do Município acompanharam a incineração.

Entre os entorpecentes que foram destruídos, estão os 126 quilos de cocaína apreendidos no ano passado em um veículo que cruzava o Pantanal. Esta ação acabou dando início à “Operação Bandeirantes” que desarticulou organização criminosa que agia no tráfico de drogas entre a Bolívia e o Brasil.

“Existem situações que você apreende uma ‘mula’ – indivíduo que transporta o entorpecente -  com uma certa quantidade de droga e outras situações como a que culminou na 'Operação Bandeirantes', onde foram presas várias pessoas”, explicou o delegado da Polícia Federal, Sérgio Luiz Macedo.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Forno da usina funciona a temperatura média de 750 graus

O aparato de segurança que levou o entorpecente para destruição contou com a participação de cerca de 10 policiais e 4 viaturas, duas delas para o transporte da droga. A queima durou aproximadamente 30 minutos.

O delegado explicou que na maior parte das apreensões, destacam-se os trabalhos de inteligência da instituição e que a constante capacitação dos agentes é fundamental para o combate ao tráfico. “São várias operações de barreira, mas nós preferimos atuar mais no trabalho de inteligência. É importante esse trabalho e a capacitação de nossos policiais para se adequarem a essas novas situações de tráfico”, destacou.

Somente como estimativa, a quantidade de cocaína destruída representa um prejuízo para o tráfico de até R$ 13 milhões, se comercializada em território nacional.

Galeria: Polícia Federal queima quase 900 quilos de droga

Abrir Super Galeria
Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE