Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
25 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Prefeitura aguarda cessão de área para recuperar cemitério do Taquaral

Da Redação em 10 de Maio de 2018

O prefeito Marcelo Iunes determinou o imediato início de estudos ambientais para a regularização do cemitério do assentamento Taquaral. A Prefeitura aguarda o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) doar oficialmente a área ao Município para dar início à recuperação do espaço. Iunes participou na tarde da quarta-feira, 09 de maio, da audiência pública realizada na Escola Municipal Rural Monte Azul.

“Assim que o Incra passar a área para a Prefeitura, vamos iniciar o processo para recuperar o cemitério”, afirmou Iunes. O chefe do Executivo Municipal explicou que o início imediato dos estudos de impacto ambiental, pela Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, tem o intuito de dar agilidade à recuperação do cemitério quando a área já estiver em poder da Prefeitura.

Clóvis Neto/PMC

Prefeito determinou o imediato início de estudos ambientais para a regularização do cemitério do assentamento Taquaral

“Com o Incra cedendo o espaço, a Prefeitura vai aceitar e já entra com as ações. Daremos a ordem de serviço para a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos iniciar a recuperação do cemitério”, antecipou o prefeito. “A Prefeitura vai fazer, vai arrumar o cemitério do assentamento Taquaral”, completou.

Gestor da unidade do Incra em Corumbá, Dorival Canavarro dos Santos, participou da audiência pública e confirmou que o processo de doação da área do cemitério para a Prefeitura já tramita internamente no órgão federal. A procuradora da República, Maria Olívia Pessoni Junqueira, disse ter recebido informações, do próprio Instituto, que toda a tramitação legal para o repasse da área deve ser concluída num período de 30 dias.

Comandando a audiência, o vereador Roberto Façanha destacou a atuação do prefeito Marcelo Iunes para resolver a situação. “O prefeito demonstrou força de vontade para buscar um caminho legal para resolver a questão e fazer o cemitério funcionar de maneira legal”, disse o parlamentar que ao lado do vereador Irailton Santana (Baianinho) foi autor da proposição para realização da audiência pública.

Participaram da audiência pública, na mesa diretiva, o presidente da Câmara Municipal, Evander Vendramini; o vereador Irailton Santana (Baianinho); a diretora-presidente da Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, Ana Cláudia Boabaid; o secretário Especial de Agricultura Familiar, Mohamad Abdallah; o presidente da Associação dos Parceleiros do Taquaral, Vitor Vieira; o diretor da escola Monte Azul, José dos Santos Silva. Também acompanharam a audiência os vereadores Manoel Rodrigues, Bira, André da Farmácia, Paulo Bertini e Cristóvão Contador.

Criado em 1991

“Esta audiência permitiu um avanço enorme para solucionar o problema. A iniciativa dos vereadores Façanha e Baianinho permitiu que isto ocorra e só temos que enaltecer o trabalho dos dois e dos demais vereadores da Câmara. O importante é legalizar toda a situação para que os pequenos produtores tenham um espaço adequado para sepultar seus entes queridos”, destacou Evander.

“O cemitério foi criado em 1991 e somente agora, será regularizado. Temos que agradecer ao prefeito Marcelo Iunes, e também aos nossos vereadores que trabalharam para que isto aconteça. Este será o começo de tudo e novas melhorias virão graças ao empenho do prefeito e da Câmara”, celebrou Vitor Vieira. Com informações das assessorias de comunicação da PMC e da Câmara

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE