Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
24 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Governo lança amanhã campanha de vacinação contra febre aftosa

Portal de Notícias do Governo de MS em 08 de Maio de 2018

O Governo do Estado lança oficialmente nesta quarta-feira (09), a campanha de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso do Sul. A solenidade aberta à imprensa, será realizada na fazenda Embriza, localizada no km 4 da BR-163, em Campo Grande.

Com previsão de imunizar 21 milhões de animais entre bovinos e bubalinos, a vacinação contra a febre aftosa começou no dia 1° de maio e termina no dia 31 para os proprietários das regiões do Planalto e Fronteira, já os produtores do Pantanal podem imunizar o rebanho até 15 de junho.

[foto1]

Em Mato Grosso do Sul a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) – órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), é responsável por acompanhar e fiscalizar a vacinação. A cerimônia de abertura contará do secretário da Semagro, Jaime Verruck; do diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta; e de outras autoridades.

Conforme o calendário oficial, o registro da vacinação deve ser feito até 15 de junho para produtores do Planalto e Fronteira. Já a região do Pantanal tem até 2 de julho para regularizar o registro no sistema da Iagro. O produtor que deixar de vacinar ou não registrar a vacina estará sujeito à multa.

O órgão de defesa publicou instrução de serviço em que orienta produtores da região do Pantanal que em caso de enchente na propriedade, a retirada dos animais deve ser requerida junto ao órgão. Caso o destino seja informado previamente, será feita a emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA), caso não informe o local o serviço oficial deve controlar e acompanhar a movimentação dos animais.

Brasil livre de aftosa

Em abril todo o Brasil foi reconhecido como área livre de aftosa, com vacinação. A decisão chega após 123 anos de ações contra a doença, que teve o primeiro foco no País em 1895 e o último em 2006. Mato Grosso do Sul, há 12 anos, também comemora território sem registro de febre aftosa.

Junto com a comemoração, Mato Grosso do Sul lançou o desafio de retirar a necessidade da vacinação até 2021, o que vai exigir ainda mais dedicação e fiscalização de proprietários, técnicos e autoridades competentes.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE