Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
20 de Agosto de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Em evento, André rejeita coligação e Reinaldo diz que “tudo é possível”

Campo Grande News em 06 de Maio de 2018

Anahi Gurgel/Campo Grande News

Encontro entre o governador Reinaldo Azambuja e André Puccinelli

Adversários nas eleições de outubro deste ano, o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o ex-governador André Puccinelli (PMDB) encontraram-se nesta manhã durante o Undokai, gincana promovida pela comunidade de origem japonesa em Campo Grande. Os dois, ex-aliados em temporadas passadas, trocaram um cumprimento de cortesia, posaram para fotos, e tiveram comportamento diferente quando o assunto foi a possibilidade de uma aliança, que é defendida por integrantes dos dois grupos políticos. Puccinelli disse que não, Reinaldo evitou ser taxativo.

“Já não é mais viável uma coligação. Vou sair como candidato próprio e quem não acredita verá”, afirmou Puccinelli. Reinaldo foi em outra direção. “Na verdade, estamos conversando com todos os partidos, mas na política tudo é possível”, afirmou.

Em ocasião anterior, Reinaldo já havia dito que, até o período das convenções partidárias, em agosto, podem haver surpresas nas eleições deste ano. 

A aliança entre MDB e tucanos é defendida por nomes dos dois partidos como uma forma de retomar uma dobradinha que, por diversas décadas, vigorou em Mato Grosso do Sul e ajudou a eleger Puccinelli duas vezes para a prefeitura de Campo Grande e outras duas para o governo do Estado. Essa aliança só se rompeu quando Reinaldo disputou o governo do Estado, em 2014. À epoca, Reinaldo disputou o segundo turno contra o então petista Delcídio do Amaral e o candidato do PMDB foi NelsonTrad. 

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE