Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
22 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Pré-candidatos ao Governo pretendem usar "vaquinha" para arrecadar recursos

Campo Grande News em 30 de Abril de 2018

Reprodução/CGNews

Os partidos de Reinaldo Azambuja (PSDB), André Puccinelli (MDB) e Odilon de Oliveira (PDT) querem utilizar a ferramenta na eleição

Os pré-candidatos ao governo estadual pretendem utilizar a “vaquinha virtual” para arrecadar recursos na campanha eleitoral deste ano. Os partidos já estão se organizando para utilizar esta nova ferramenta, que pode ser usada a partir do dia 15 de maio, antes de começar as ações nas ruas e propaganda eleitoral.

O presidente estadual do PSDB, o deputado Beto Pereira, explicou que este modelo será uma das ferramentas para arrecadar recursos e que precisa se adequar a nova realidade política. “Vamos usar o novo modelo, já estamos contactando quem vai elaborar este sistema”, explicou.

Os tucanos têm como prioridade a reeleição do governador Reinaldo Azambuja(PSDB), mas também devem utilizar aos demais candidatos. Mesmo foco da direção do PDT, que aposta nesta “arrecadação popular” para financiar a campanha de Odilon de Oliveira (PDT).

“Já estamos estudando a empresa que vai gerenciar estes recursos. Esperamos ter uma boa arrecadação com este modelo, porque nosso pré-candidato tem apoio popular e as pessoas poderão contribuir com diferentes valores”, disse o vice-presidente estadual do PDT, o deputado Dagoberto Nogueira (PDT).

Opções

O MDB também pretende usar a ferramenta e todas as formas que forem permitidas pela legislação eleitoral.A expectativa é conseguir levar o ex-governador André Puccinelli (MDB), para o seu terceiro mandato no Estado.

“Todas as formas lícitas vão ser colocadas em prática, mudou a forma de arrecadar e custear as despesas, então precisamos nos adequar. Vamos nos organizar via partido para receber estas doações”, disse Ulisses Rocha, presidente municipal do MDB.

Outra forma

O presidente municipal do PSOL, Henrique Nascimento, disse que a legenda vai seguir em Mato Grosso do Sul, o mesmo modelo usado pelo deputado Marcelo Freixes (PSOL) no Rio de Janeiro. “Doação individual feita por quem apoia nossas ideias, com softawe próprio, sem contratar empresa”.

Modelo

A chamada “vaquinha virtual” será mais uma forma de arrecadar recursos para campanha. Deve-se contratar uma empresa para prestar este serviço, sendo que esta precisa se cadastrar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). As instituições devem divulgar a lista de todos os doadores e as quantias repassadas.

Os candidatos só receberão estes recursos depois que apresentarem o registro de candidatura. Caso eles desistam de participar do pleito, os valores devem ser devolvidos para os respectivos doadores. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE