Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
25 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Estão sobrando casas em Corumbá?

Da Redação em 19 de Abril de 2018

Pelo menos é o que parece

Mais de 150 famílias contempladas com casas do conjunto Flamboyant ainda não compareceram na Agência Municipal de Habitação para regularizar a documentação. A cidade tem um déficit habitacional considerável, mas vem diminuindo esse índice ao longo da última década com a construção de casas populares com subsídio do Governo Federal e recursos próprios da Prefeitura. 

Porém

Pessoas contempladas que devem comprovar as informações do cadastro têm deixado de faer isso e correm o risco de perder o imóvel. A Prefeitura sorteou 432 famílias e tem um cadastro de reserva com 130 outros beneficiários que devem ser chamados se os atuais não se regularizarem.

Serve de base

A procura pela oferta serve de base para a conquista de aprovação de novos projetos para a construção de imóveis no município. Se a Prefeitura comprova que existem famílias necessitando de casa para morar, é mais fácil de convencer a União e assim ampliar as oportunidades. Entretanto, a não regularização dos contemplados, preocupa.

Além do que

Existem muitas casas ocupadas irregularmente por pessoas que fogem ao perfil solicitado pelos programas habitacionais. Alguns deles já foram retomados e outros constam dos processos que se avolumam na Agência Estadual de Habitação, caso do bairro Padre Ernesto Sassida. 

De alhos para bugalhos 

Tem gente tentando se aproveitar desses programas para conquistar uns votinhos para as eleições do ano que vem. Depois que o filho está feito, se é bonito, aparece um monte de pai.

Detalhe

Já se vê claramente o trabalho dos deputados estaduais que foram bem votados nas eleições passadas aqui em Corumbá. Os que acharam “terra fofa” estão até montando equipes que fazem esse trabalho de espalhar notícias a respeito das verbas que eles teriam conseguido para o município. Mas, será que conseguiram mesmo?

Bem

Cada um tem uma forma de pensar e de agir, mas é bom e muito bom que se pense na situação do país. O investimento de verbas nesse tipo de trabalho implica em arrecadação de fundos de campanha. E muito da arrecadação desses fundos vem aparecendo de forma irregular nas investigações da Operação Lava Jato.

Enquanto isso

Em Corumbá a pulverização de votos coloca em risco a possibilidade de eleição de representantes da terra para a Assembleia e Câmara Federal. Já são pelo menos cinco nomes a deputado estadual e três a deputado federal circulando pela cidade.

Sem contar

Que tem muito eleitor aí com aquela velha ideia de que “santo de casa não faz milagre”. Sem querer confrontar ninguém, não tem político santo nem milagreiro, mas tem os mais próximos e os que só aparecem de quatro em quatro anos.

 

* Detalhe é uma coluna de opinião do Diário Corumbaense que aborda os mais variados assuntos. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE