Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
19 de Julho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Mutirão do Procon tem adesão de 19 empresas e vai até 13 de abril

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 05 de Abril de 2018

O mutirão “Limpe seu Nome e Recupere seu Crédito”, promovido pela Prefeitura de Corumbá por meio da Agência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), prossegue até o dia 13 de abril. Doze empresas já aderiram à campanha e estão oferecendo diversos descontos e vantagens para que os consumidores possam renegociar seus débitos e readquirir crédito no comércio local.

Participam do mutirão os bancos do Brasil, Caixa Econômica Federal e Itaú; as concessionárias Energisa e Sanesul; a Vivo - Telefônica Brasil; Auto Escola Volante; Caiobá Motocicletas; Chadia Modas; Copacabana; Centopéia; Daron Móveis; Corujinha Kids; Magazine Luiza; Movéis Gazin; Sehira Modas; Tecelagem Avenida ou Lojas Avenida; Detalhe Magazine; e a Claro S.A.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Interessados em aderir ao mutirão devem procurar a sede do Procon

“Quanto à Claro, a empresa disponibilizou vários canais de atendimento para Produtos Claro Residencial (Claro TV, Claro Fone, Claro Fixo, Claro internet Fixa, LD 21, Combo multi Claro), Produtos Net (TV por Assinatura, Net Fone, Internet, Combo Multi Net) e também para o Claro Móvel (Claro Conta, Claro Controle, Claro Cartão)”, explicou o diretor-executivo do Procon, Alexandre Taques Vasconcellos.

A iniciativa conta com parceria da Associação Comercial e Empresarial de Corumbá (ACIC). “As pessoas que se encontram inadimplentes vão poder renegociar suas dívidas com descontos significativos. As empresas vão ter de apresentar propostas atrativas ao consumidor para que ele possa renegociar e limpar o nome”, continuou Vasconcellos. A ação visa recuperar o crédito para que possam voltar a ter poder de compra.

A dinâmica do mutirão “Limpe seu Nome e Recupere seu Crédito” funciona da seguinte forma: as pessoas devem procurar o Procon, que vai buscar a empresa, ver a situação real da dívida e ver o desconto se é significativo.

“O consumidor vai sair com documento assinado do Procon, com prazo e proposta acordada. Ele deverá levar a empresa credora para dar início ao cumprimento da quitação daquela dívida”, concluiu o diretor-executivo da Agência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, lembrando que a campanha não abrange dívidas ajuizadas.

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE