Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
17 de Julho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Secretário faz mistério e diz que só Reinaldo vai dizer quem sai do governo

Campo Grande News em 04 de Abril de 2018

Cotado para ser candidato nestas eleições, o secretário de Administração e Desburocratização de Mato Grosso do Sul, Carlos Alberto Assis, fez mistério sobre sua eventual saída para disputa deste ano. Segundo ele, quem vai fazer o anúncio é o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em ato previsto para sexta-feira (dia 06).

Por enquanto, dois secretários deixaram a administração para o pleito. O certo e anunciado na terça-feira (0ia 3) é a saída do secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, que vai disputar uma vaga no Senado. No fim de dezembro, o deputado José Carlos Barbosa, então secretário de Segurança Pública, voltou à Assembleia de olho na reeleição ao cargo.

Também cotado para deixar a cadeira para eleição era o secretário de Governo, Eduardo Riedel. No entanto, o titular disse, em nota enviada ontem, que permanece na gestão estadual por escolha própria e para dar continuidade às ações. Ao Campo Grande News, o secretário de Cultura e Turismo, Athayde Nery, disse, semana passada, que não disputará qualquer cargo no pleito eleitoral deste ano.

"Acho que o governo não perde muito [em relação aos secretários que podem deixar as pastas]. Se ocorrer, saem mais um ou dois", disse o titular de Administração, sem citar nomes.

O presidente do PSDB em MS, deputado Beto Pereira, contudo, afirma que, por enquanto, a confirmação é a saída de Miglioli. "Sexta-feira é o prazo legal. Com isso, pode acontecer pedido de desligamento até lá. Mas, por enquanto, o único secretário confirmado é Marcelo Miglioli".

Dia 07 de abril é o último dia para quem ocupa cargo público e quer disputar a eleição deixar o Poder Público, de acordo com a legislação eleitoral.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE