Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
22 de Julho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Festival América do Sul Pantanal acontecerá entre 24 e 27 de maio, anuncia governo

Lívia Gaertner em 02 de Abril de 2018

Anderson Gallo/Arquivo Diário Corumbaense

14ª edição do FASP contará com 10 países em suas mais diversas manifestações artísticas

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul confirmou a data da 14ª edição do FASP (Festival América do Sul Pantanal), evento que integra pelo viés cultural os países do continente sul-americano. Em 2018, serão quatro dias de atividades envolvendo 10 países em diversas áreas artísticas como artesanato, artes cênicas, cinema, artes visuais, literatura, gastronomia e música.

O evento acontecerá entre os dias 24 e 27 de maio em Corumbá, que por sua posição geográfica e simbólica, localizada no centro do continente sul-americano, tem significado importante também dentro de debates que integram a programação. Para essa edição, temáticas como patrimônio histórico, a economia criativa e as artes de rua estarão presentes. Também estão programadas oficinas, palestras, exposições e um seminário sobre cultura e cidadania. 

Além de Corumbá, a cidade vizinha Ladário e as bolivianas, Puerto Quijarro e Puerto Suárez fazem parte do calendário de atividades, alcançando assim todo o território de fronteira.

O lançamento oficial do FASP está previsto para acontecer ainda esse mês em Campo Grande e Corumbá. “Com certeza esta nova data do festival no mês de maio é mais apropriada para o evento. É quando o turismo está em alta e, por isso, teremos a presença não só da população de Mato Grosso do Sul como a de muitos visitantes de fora do Estado. Além deste fator, em maio, o clima está bem mais ameno e é uma época em que o Pantanal mostra toda a sua exuberância”, afirmou o secretário Athayde Nery, titular da Secretária da Cultura e Cidadania.

Divulgação

Evento terá quatro dias de duração em Corumbá e ainda abrangerá as cidades de Ladário e as fronteiriças Puerto Quijarro e Puerto Suárez

A décima quarta edição do festival traz novidades no formato com uma programação intensa e reformulada. “Vamos apresentar um novo festival, com participação ativa dos estudantes, professores e artistas corumbaenses e ladarenses. Também faremos um grande debate sobre a importância da cultura e cidadania como forma de alavancar a sociedade. Temos certeza que esta edição será inesquecível”, finalizou Athayde Nery. 

Atrações musicais que sempre reúnem um grande público na praça Generoso Ponce ainda não foram anunciadas. Em 2017, o FASP chegou a ser anunciado em novembro, mas devido a não captação de recursos para sua realização, a 14ª edição do evento acabou sendo transferida para 2018.

Atrações daqui

Como em 2017, a Secretaria da Cultura e Cidadania já havia lançado um edital que selecionou as atrações regionais para a 14ª edição do FASP, os artistas que passaram pelo crivo de uma comissão julgadora serão mantidos.

Na música, foram selecionados para apresentações no Palco Rio Paraguai, os músicos Dami Baz, Marcos Assunção e O Santo Chico. Já no Palco Alternativo, se apresentarão Coletivo Veraju, Codinome Winchester, Gilson Espíndola, Falange da Rima e Arduará.

Entre as obras audiovisuais que integrarão as mostras de cinema estarão: o curta-metragem “Irmãos de Almas” e os longas “Raiz do Vértice” e “50 Anos Grupo Acaba – Canta Dores do Pantanal”.

No teatro, foram selecionadas para apresentações as peças: “Meu mano humano”, da Cia Última Hora de Artes Cênicas e “O diário de Madalena”, do Grupo Teatral Palco Sociedade Dramática/AACP.

A arte circense será representada pelas apresentações: “Quem Matou o Morto?”, da Cia. Theastai de Artes Cênicas, não tendo suplentes.

E, na dança, os espetáculos “Plagium?” Da Associação Cultural Dançurbana e “Beba-me da Tez”, da Companhia de Dança vão integrar a programação.  Com informações da Fundação de Cultura de MS

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE