Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
26 de Abril de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Projeto oferece aulas gratuitas de teatro para todas as idades pelo 4º ano consecutivo em Corumbá

Lívia Gaertner em 16 de Março de 2018

Reprodução

Ator Salim Haqzan (centro) comanda atividades do Teatro Recreativo e Meditativo

Seguindo para o quarto ano de atividades, o “Teatro Recreativo e Meditativo” está de portas abertas para receber novos integrantes. O projeto, desenvolvido em parceria com a Escola Tenir, faz parte do conjunto de ações do GETT (Grupo de Experimentos e Truques Teatrais), coordenado pelo ator e diretor corumbaense Salim Haqzan.

“Não é formação de atores, é teatro recreativo e meditativo, então tem muita técnica de ioga, meditação, respiração, muitos jogos e brincadeiras para questão de relaxamento mesmo, sair do stress e fazer com o que o corpo saia dessa zona de conforto do dia a dia”, explicou Salim ao Diário Corumbaense sobre o projeto que reúne um público de distintas idades, desde adolescentes até idosos.

Apesar de não ser um curso para formação de atores, Salim atendendo a um pedido dos próprios participantes que, naturalmente, à medida que conhecem mais sobre os jogos teatrais, despertam a curiosidade sobre as técnicas da arte da intepretação, disponibiliza materiais e debates a respeito de métodos de atuação.

“A gente tem uma quantidade de pessoas que seguem desde o primeiro ano e por isso a necessidade de dar uma encorpada nas técnicas do teatro mesmo. A gente sempre para em momentos estabelecidos para discutir métodos teatrais, então eles já conhecem Brecht, o Teatro do Oprimido, técnicas de clown, por exemplo”, destacou.

Atividades envolvem público de diversas idades

Além do parceiro financiador do projeto, Haqzan destaca também ações que incentivam a prática da arte teatral como acontece com o Sesc em Corumbá, onde é desenvolvido o projeto Dramaturgias, no qual os integrantes do Teatro Recreativo e Meditativo participam ativamente de oficinas, inclusive, gerando a contratação para uma leitura dramática no ano passado.

“Foi um trabalho de pesquisa ao longo de seis meses e a gente viu essa intercontemporaneidade da falcatrua, do jeitinho político, esquemas, apadrinhamentos políticos quando estudávamos o texto de Martins Pena”, disse ao se referir à peça “Juiz de Paz na Roça”, datada de 1837.

Para 2018, o diretor Salim Haqzan afirmou que pretende colocar os integrantes para interagir mais com a população de Corumbá e já tem um público-alvo em seu planejamento anual, conforme contou a este Diário.

“No final de ano queremos montar um espetáculo beneficente para o Asilo São José, então quem entrar conosco irá integrar esse momento também”, disse. Os encontros são gratuitos e acontecem às 3 e 5ª feiras, das 19h às 20h30, na rua Tenente Benedito Melquíades de Jesus, 700, onde também os interessados podem obter informações mais detalhadas durante a semana no horário das 13h às 21h.

Além do “Teatro Recreativo e Meditativo”, o GETT desenvolve projetos junto ao Hospital Naval em Ladário e o “Musicalizando pelo Teatro” voltado ao público escolar.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE