Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
26 de Abril de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Câmeras flagram preso recebendo drone com "encomenda" em presídio de Dourados

Campo Grande News em 14 de Março de 2018

Divulgação/PM

Drone abatido por policiais militares na penitenciária de Dourados

Um interno da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) recebeu uma “encomenda” entregue por um drone, na madrugada de 04 de janeiro deste ano. Toda a cena foi gravada por câmeras de segurança da unidade prisional mais superlotada de Mato Grosso do Sul, onde estão pelo menos 2.500 detentos.

A gravação mostra o drone descendo no pátio de um dos pavilhões da penitenciária, às 02h28 da madrugada. O equipamento pousa, levanta voo por alguns segundos e pousa novamente. Em seguida um detento sai de uma das celas pela janela e se aproxima para retirar o pacote amarrado ao drone. O preso leva 30 segundos para pegar a encomenda, depois volta para a cela.

Em fevereiro deste ano, a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) informou ao Campo Grande News que estuda instalar telas sobre os presídios de Mato Grosso do Sul para impedir a entrada de drogas e armas através de drones. A ideia é colocar as telas nos principais presídios estaduais, mas o projeto está mais avançado em Dourados, onde quatro drones foram vistos sobrevoando a PED nos últimos meses.

Três foram abatidos a tiros pelos policiais que fazem a vigilância nas torres da muralha – dois deles em janeiro deste ano. O quarto drone fez sobrevoo na penitenciária, mas não chegou a tentar o pouso.

O primeiro abate de drone neste ano ocorreu no dia 14 de janeiro, quando um equipamento avaliado em R$ 20 mil sobrevoava o presídio carregando uma sacola. Os policiais da vigilância externa acertaram o equipamento com tiros de fuzil. O drone caiu a 200 metros do presídio. Um homem não identificado conseguiu pegar a sacola e fugir, mas abandonou o equipamento.

No dia 20 do mesmo mês, outro drone foi visto por agentes penitenciários pelas câmeras de vigilância. O equipamento bateu na grade que protege o entorno da penitenciária e em seguida foi derrubado a tiros pela PM.

No dia 25 de janeiro, a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e a PM fizeram um pente-fino na PED e encontraram uma pistola calibre 6.35 com 16 munições. A arma estava na cela 28, no raio 2. Magno Aparecido Quinteiro, o “Magrelo”, 33, assumiu ser o dono da pistola.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE