Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
16 de Agosto de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Começa segunda etapa do processo seletivo 2018 do Vale Universidade

Portal de Notícias do Governo de MS em 12 de Março de 2018

O Vale Universidade iniciou  nesta segunda-feira (12) a etapa de entrevista e apresentação de documentos do processo seletivo 2018. Ao todo, 2.137 candidatos citados na lista de pré-habilitados passarão pela segunda etapa do certame de 12 a 27 de março. Neste link, está disponível a lista com data e horário de apresentação dos candidatos.

Documentos pessoais, como RG, CPF e título de eleitor, e comprovantes de matrícula, de renda e de endereço estão entre os itens que devem ser apresentados. A relação completa dos documentos pode ser conferida na Resolução 183/2018 da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), disponível no endereço eletrônico.

Entrevistas

As entrevistas vão ocorrer em 13 municípios, conforme a lista divulgada pela Sedhast. Confira abaixo as datas.

  • Corumbá: 12, 13 e 14 de março;
  • Dourados: 12, 13, 14 e 15 de março;
  • Três Lagoas: 12, 13 e 14 de março;
  • Aquidauana: 14, 15 e 16 de março;
  • Naviraí: 14 de março;
  • Nova Andradina: 15 e 16 de março
  • Paranaíba: 15 de março;
  • Cassilândia: 19, 20, 21, e 22 de março;
  • Coxim: 19, 20, 21 e 22 de março;
  • Mundo Novo: 20 de março;
  • Ponta Porã: 20, 21 e 22 de março;
  • Jardim: 21 de março;
  • Campo Grande: 22, 23, 26 e 27 de março.

O programa

Criado por meio de lei em 2009, o Vale Universidade foi ampliado na gestão do governador Reinaldo Azambuja para atender mais alunos. Em 2018 o número de vagas aumentou de 1.500 para 2.000, dando mais oportunidade de acesso ao ensino superior. Todos os anos, o Governo beneficia 1.800 acadêmicos com o Vale Universidade e 200 com o Vale Universidade Indígena.

As vagas para novos estudantes são abertas conforme os bolsistas vão concluindo o curso. No Vale Universidade, o Estado paga até 70% do valor da mensalidade na universidade conveniada (tendo como limite máximo mensal o valor de um salário mínimo), e a instituição oferece dedução de mais 20%, totalizando 90% de incentivo, cabendo ao acadêmico os 10% restantes. Em universidade pública, o acadêmico recebe o valor como bolsa.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE