Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
19 de Junho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Pesquisa de Páscoa do Procon de Corumbá aponta diferença de preços de até 80%

Da Redação em 07 de Março de 2018

A Agência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Corumbá realizou uma pesquisa de preços com os principais produtos consumidos durante a Páscoa. Foram analisados cinco mercados da cidade e a variação de preços do mesmo produto chegou até em 80%.  

“O filé de pintado, por exemplo, teve diferença de até 84% no valor. Em um estabelecimento o produto custa R$ 55,00 e em outro custa R$ 30,00. Outro exemplo é o fubá saboró, onde foi detectada diferença de até 59%”, comentou o diretor-executivo do Procon, Alexandre de Carmo Taques Vasconcellos.

Segundo ele, a pesquisa ajuda o corumbaense a economizar dinheiro e tempo. “O consumidor já sai de casa sabendo onde ele vai encontrar o melhor preço. E mais ainda, se ele consegue economizar, consegue também levar um número maior de produtos do que ele planejava”, continuou o diretor.

Outra dica é não deixar para fazer as compras já na véspera do feriado. “Vale reforçar também que esse consumidor faça sua compra o quanto antes, pois os produtos com preços menores tendem a acabar primeiro, ficando depois como opção apenas os produtos com preços mais caros”, explicou.

Em relação aos ovos de páscoa, Alexandre Vasconcellos lembrou que é importante os pais se atentarem se o produto é indicado para a faixa etária da criança. “Esses ovos podem ter um brinquedo dentro que varia conforme a idade indicada. É preciso analisar também se tem o selo do Inmetro na embalagem do produto, o prazo de validade”, completou o diretor-executivo do Procon de Corumbá.

Reprodução/Procon

Pesquisa Fecomércio

A Páscoa de 2018 pode movimentar R$ 7,73 milhões na economia de Corumbá e Ladário, de acordo com pesquisa sazonal de intenção de compras e comemoração desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS) e Sebrae MS. 

Desse valor, 46,51% serão destinados à compra de ovos de páscoa e similares (R$ 3,59 milhões) e 53,49% às comemorações (R$ 4,13 milhões). Dois aspectos comportamentais poderão interferir no dinamismo dessa movimentação financeira: sensibilidade em função de variações do preço; gostos e preferências, de acordo com o levantamento. As compras ocorrerão em supermercados (67,39%), na sua maioria, com pagamento em dinheiro (95,39%). Os filhos serão os principais presenteados (33,33%). 

A pesquisa foi realizada em 13 municípios do Estado. Foram ouvidas 2.160 pessoas entre os dias 15 e 27 de fevereiro, considerando um nível de confiança de 95% e margem de erro que variam entre 5% e 9%. Predomina a pretensão de gastos no valor médio de R$ 26,00 a R$ 50,00 com chocolates e de R$ 76,00 a R$ 100,00 com comemoração. 

As comemorações no período da Páscoa vão injetar, segundo o levantamento, mais de R$ 114 milhões na economia de Mato Grosso do Sul este ano. Com informações da Fecomércio e da assessoria de comunicação da PMC

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Os ovos de chocolate têm a preferência dos consumidores

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE