Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
25 de Abril de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Caprichosos debocha da ambição em forma de protesto contra momento que país vive

Lívia Gaertner em 12 de Fevereiro de 2018

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Carro abre-alas trouxe a onça-pintada, símbolo da Caprichosos

Numa forma de se libertar de toda ambição que assola o país materializada nos incontáveis casos de corrupção, a escola de samba Caprichosos de Corumbá passou pela passarela do samba dando seu recado com o enredo: “Debochar e libertar: A Caprichosos manda para os Quintos a ambição de quem não trabalha ou inventa o povo não sustenta”.

Com 610 componentes, a escola cujo símbolo é a onça-pintada, passou pela avenida sem perder a empolgação mesmo sob garoa que insistiu em cair até o final do desfile quando o relógio já passava das 03 horas da manhã de segunda-feira.

A passagem da Caprichosos pela passarela do samba começou com a Corte Portuguesa representada na coreografia de Anderson Nunes que contou ainda com um elemento cênico representando o trono real de Portugal ocupado pela Maria Louca.

No carro abre-alas “Terra à Vista”, a riqueza da fauna e flora, além dos habitantes originais, os indígenas, dividiram espaço com uma grande alegoria da onça-pintada. Antes dele, porém, a primeira ala que simbolizou toda a inocência dos índios.

Na sequência, vieram alas que representaram a diversidade da fauna brasileira, principalmente, a de aves com araras e tucanos.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Rainha Giovanna Bastos deu show à frente da bateria

Toda essa profusão da natureza e a riqueza do solo com seus recursos minerais, entre eles, o ouro, se uniram para estruturar o enredo ao longo da história do Brasil até chegar aos dias atuais. Da ambição pelo ouro nas Minas Gerais, ala em tons amarelo e dourado, até os desvios de recursos públicos de hoje, ala dos presos.

Na bateria, o destaque foi para o jovem mestre Robeson Adrison, que superou uma deficiência visual congênita, e comandou 80 componentes, mantendo o ritmo da escola. A rainha da bateria, Giovanna Bastos, passou com samba no pé e demonstrando garra pela agremiação na fantasia que representava a “cobiça voraz”.

A Caprichosos de Corumbá encerrou seu desfile com um carro alegórico onde diabinhos que vestiam terno e gravata formaram uma mistura debochada do momento que os “brasileiros vivem quando  a mala preta é mais importante do que a cultura a educação a saúde do povo”.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Comissão de frente representou o passeio da corte portuguesa

 

Saiba mais

14/02/2018 Campeã, Liesco e Prefeitura já miram no carnaval 2019

14/02/2018 Mocidade da Nova Corumbá se consagra campeã com enredo sobre o povo cigano

13/02/2018 Em 6 décadas de folia, Império do Morro não poupou luxo para homenagear carnavalesco

13/02/2018 Império do Morro encerra desfile celebrando 60 anos de fundação

13/02/2018 Imperatriz faz voz do "garganta de ouro" do Pantanal ecoar na passarela do samba

13/02/2018 Imperatriz homenageia Durvalino, o "garganta de ouro" do Pantanal

13/02/2018 Superando problemas, Unidos da Vila Mamona trouxe o medo para a passarela do samba

12/02/2018 Vila Mamona traz para a avenida enredo sobre o medo

12/02/2018 Festejando os 30 anos de carnaval, Marquês de Sapucaí prova que tem orgulho de sua história

12/02/2018 Marquês de Sapucaí comemora 30 anos de fundação

12/02/2018 Estação Primeira fez da passarela do samba palco para a dança de Ana Paula Honório

12/02/2018 Presidente da Liesco avalia grupo único como estímulo para as escolas de samba

12/02/2018 Estação Primeira inicia desfile e homenageia bailarina

12/02/2018 Caprichosos protesta contra a corrupção com bom humor

12/02/2018 Acadêmicos do Pantanal reverenciou escola de samba mais tradicional de Corumbá

12/02/2018 Acadêmicos do Pantanal inicia desfile em homenagem aos 60 anos da Império

12/02/2018 A Pesada emocionou com poder do amor e da gratidão pela Cidade Dom Bosco

11/02/2018 Terceira a desfilar, A Pesada traz a Cidade Dom Bosco para a avenida

11/02/2018 Com magia e força do povo cigano, Mocidade encanta entoando “Optchá”

11/02/2018 Começa o desfile da "caravana da alegria" da Mocidade da Nova Corumbá

11/02/2018 Entre arte, fé e festas populares, Major Gama reverenciou Tanabi na passarela do samba

11/02/2018 Major Gama vem para a avenida reverenciar ativista cultural Tanabi

11/02/2018 Corte de Momo abre o primeiro dia de desfile das escolas de samba de Corumbá

11/02/2018 Esplendor do Samba vai premiar escolas em onze quesitos e melhor apresentação

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE