Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
21 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Sandálias de Frei Mariano retorna à tradição com multidão na noite de quarta-feira

Lívia Gaertner em 08 de Fevereiro de 2018

Johonie Midon/Diário Corumbaense

Bloco arrastou multidão para a avenida entoando uma das marchinhas mais folclóricas de Corumbá

Uma multidão que espantou qualquer coisa ruim do carnaval de Corumbá ao entoar o refrão da marchinha mais folclórica da cidade: “Vôte, vôte, vôte, vôte!/Chispa, chispa, chispa!” abriu os desfiles pela passarela do samba na noite desta quarta-feira, 07 de fevereiro, com o Bloco Sandálias de Frei Mariano.

Criado em 2006, pela então diretora-presidente da Fundação de Cultura do Município, Heloísa Helena da Costa Urt, a saudosa Helô, o bloco foi uma forma de reunir os servidores públicos municipais para entrar na folia antes de iniciarem o intenso período de trabalho durante a festa popular. Mas como o povo corumbaense não perde uma chance de brincar o carnaval, a cada ano, mais e mais pessoas não ligadas à Administração Municipal vão chegando, fazendo crescer o bloco que já se tornou uma tradição em Corumbá.

Esse ano, a Fundação de Cultura produziu 800 camisetas que foram todas adquiridas em poucos dias de venda, entretanto quem não conseguiu o traje atual, usou o de anos anteriores, ou mesmo, usou aquele que mais lhe agrada para cair na folia do Sandálias que é democrática e, na quarta-feira, teve o reforço da torcida do Corumbaense Futebol Clube que foi comemorar a vitória do time da cidade contra o Asa de Arapiraca, pela Copa do Brasil.

“A tradição cada vez mais crescendo. Todo mundo já espera na avenida o bloco descer para começar o carnaval. O importante é começar o carnaval com o pé direito e muita gente descendo a Frei Mariano, comemorando a vitória do Corumbaense. Que Corumbá faça bastante sucesso, aqui é somente alegria, paz e com certeza, vamos fazer o melhor carnaval de todos os tempos”, declarou o prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, que acompanhou a descida do bloco até a avenida General Rondon em cima do  trio elétrico.

Johonie Midon/Diário Corumbaense

Na concentração, foliões fizeram a folia com repertório que incluía marchinhas, sambas e axé

Sobre a tradição do bloco que completou doze carnavais e que brinca com a figura do religioso que se tornou personagem do folclore popular da cidade, o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Luiz Mário Cambará, esclareceu que sobre tradições, reconhecendo que elas devem ser mantidas, trouxe o bloco novamente para o calendário do carnaval na noite de quarta-feira, ao invés do sábado à tarde.

“Reza a lenda que o Frei Mariano havia rogado uma praga, mas sabemos que não é nada disso. Ele é um heroi que lutou por muitas coisas boas e, hoje, o Sandálias presta essa homenagem para o Frei Mariano com o bloco abrindo o carnaval, espantando os maus olhados e, como dizem que o ano começa depois do carnaval, o Sandálias veio para começar o ano com o pé direito, na verdade, ele vem abençoar o carnaval corumbaense”, comentou Cambará sobre mais um dos motivos pelo qual o bloco foi criado: brincar com a lenda do religioso ao mesmo tempo que manda longe qualquer coisa ruim durante a folia.

Veja mais fotos no site Vitrine Virtual

Confira a letra e música* da marchinha do bloco composta por Helô Urt

A turma do diz que me diz que
Diz que Frei Mariano
Enterrou suas sandálias
E azarou Corumbá - vôte!
Mas como praga de urubu
Não mata cavalo
As sandálias de Frei Mariano
É carta fora do baralho
Fora com o chulé do padre!
Fora com o azar!
Hoje eu quero é folia
Hoje eu quero rosetar

Vôte, vôte, vôte, vôte!
Chispa, chispa, chispa!
Vôte, vôte, vôte, vôte!
Chispa, chispa, chispa, VÔTE!

*áudio  captado pela reportagem do Diário Corumbaense durante a descida do Bloco Sandálias de Frei Mariano no ano de 2018.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE