Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
21 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Aprovada no The Voice Kids, aluna do Moinho Cultural Sul-Americano vê sonho ser realizado

Rosana Nunes em 05 de Fevereiro de 2018

O dia seguinte à seleção da "audição às cegas" do The Voice Kids, programa exibido pela Rede Globo, está sendo de emoção e muita alegria para a jovem Victória Andrade, de 15 anos. Moradora em Ladário, cidade vizinha a Corumbá, ela é aluna do Moinho Cultural Sul-Americano desde os 8 anos de idade. Começou com aulas de dança, mas depois partiu para a música.

"Desde quando eu era pequena já tinha um sonho de ser cantora. Eu pegava aqueles potes de shampoo e ficava cantando no quintal da casa da minha avó e o pessoal até enjoava. Sempre tive vontade de mostrar meu talento para as pessoas, porque acho que isso é dever do artista, encantar quem está assistindo", disse ao Diário Corumbaense.

Reprodução/Rede Globo

Victória se prepara agora para as batalhas entre os candidatos selecionados pelos técnicos

No The Voice Kids de domingo, ela cantou "Someone Like You", de Adele. Simone & Simaria viraram suas cadeiras para ela e a garantiram em seu time. "Senti muita emoção ao ver a Simone e Simaria virando pra mim, porque foi uma surpresa, eu cantei uma música internacional - 'Someone Like You' – e pensei que elas não iriam virar pra mim, pensei na Cláudia Leite. Os técnicos não avaliam o estilo e sim o potencial e quando elas viraram, fiquei muito feliz. Está sendo muito bom fazer parte do grupo delas e a gente acaba tendo um pouco mais de conhecimento", contou sem, no entanto, entrar em muitos detalhes por força de contrato com o programa.

Simaria comentou após a apresentação que Victória tem a voz doce e agradável de ouvir. "Ela tem muito futuro aqui no programa. Estava nervosa, é natural, mas não perdeu a linha e cantou bem”, opinou.

Victória se prepara agora para as batalhas entre os candidatos selecionados pelos técnicos e diferente de sua primeira apresentação, vai escolher uma música brasileira para se apresentar. "Tenho que mostrar a cultura do meu povo, da minha região e pretendo na próxima etapa cantar uma música brasileira", adiantou.

"Eu estou muito feliz, muito grata a Deus. Obrigada a todos que me assistiram, que estão me apoiando. Agora é me preparar para a nova etapa, porque uma já foi conquistada. Agradeço também ao meu professor Dênis, foi ele quem me inscreveu e me deu o incentivo para que entrasse no programa. Agradeço à minha família, todas as pessoas que viraram meus fãs, minha cidade, enfim, todo o Mato Grosso do Sul", concluiu a jovem cantora.

Sempre teve potencial

Dênis Lopes é professor de música do Moinho Cultural há quase seis anos. Logo que entrou para a entidade não-governamental, como maestro do Coral, ele percebeu o talento de Victória. "Comecei então a observá-la e além do coral, passei a dar aulas individuais para ela. Depois, ela se tornou solista e sempre se destaca nas apresentações do Moinho", revelou a este Diário.

A inscrição no The Voice Kids foi feita na última semana de prazo e sem ela saber. "Eu tinha vídeos dela no celular e a inscrevi. Pouco tempo depois, recebi o telefonema da produção do programa dizendo que a Victória havia sido pré-selecionada. Em julho de 2017 fomos para Goiânia e foram tantas outras etapas até chegar à confirmação que estava selecionada para se apresentar na audição às cegas. Isso se confirmou em novembro passado", frisou.

O maestro acompanhou Victória Andrade na apresentação e disse que a emoção foi muito grande. "Ela tem muito talento e só o fato de ter sido selecionada entre quase dezoito mil inscritos, é algo maravilhoso. Agora é fazer uma boa preparação para as próximas etapas", concluiu o maestro.

A diretora-executiva do Moinho Cultural, Márcia Rolon, disse que todos estão em êxtase com a conquista de Victória. "A palavra é essa mesmo. É um momento único e é uma prova de que é possível sonhar e conquistar esse sonho com empenho, dedicação e muito esforço. Ela e tantos outros que passaram pelo Moinho, são exemplos concretos que é possível obter resultados com esse trabalho, fortalece e muito o projeto", afirmou ao Diário Corumbaense.  

A instituição

O Moinho atende hoje 290 crianças e adolescentes dos municípios de Corumbá, Ladário/MS, e das cidades bolivianas de Puerto Suárez e Puerto Quijarro, com aulas diárias de música, dança, tecnologia, apoio escolar, idiomas, educação ambiental e patrimonial, no contraturno da escola regular em um ciclo com oito anos de duração.

Confira a apresentação de Victória Andrade no link

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
Comentários:

MONIQUE CARDOSO DE ANDRADE: Parabéns Prima!!!! Vc é vitoriosa e Jesus tem muito mais para sua vida!!!!

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE