Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
19 de Setembro de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Autor de esfaqueamento é preso e bombeiros são ameaçados no Guanã

Ricardo Albertoni em 09 de Janeiro de 2018

Por volta das 18h55 de segunda-feira, 09 de janeiro, equipe do 3º Grupamento de Bombeiros Militar foi até a rua José Maciel de Barros, bairro Guanã, em frente a um projeto social, para atender vítima de esfaqueamento. Após receberem a informação de que a vítima já tinha sido transportada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), os bombeiros questionaram moradores sobre o ocorrido e avistaram um indivíduo de 25 anos com uma faca na mão tentando entrar na sede do projeto social existente naquele endereço. No entanto, recebeu voz de parada dos militares, não obedeceu e ainda ameaçou a guarnição com  uma pedra. Com uso progressivo da força, os bombeiros detiveram o homem que resistia à prisão.

Porém, houve tumulto generalizado com a presença de homens, mulheres, adolescentes e crianças que ameaçavam a guarnição com pedras e tentavam liberar o indivíduo. Os bombeiros precisaram utilizar arma de fogo para conter os possíveis agressores. O rapaz confessou que esfaqueou a vítima de 27 anos – que segundo os bombeiros, tem deficiência mental – após ele ficar na frente quando tentava ferir outro rapaz. A vítima acabou sofrendo duas perfurações: no abdômen e na virilha esquerda, que atingiu uma artéria femoral (vasos sanguíneos de grande calibre que levam sangue e oxigênio para os membros inferiores e para a bacia), causando intensa hemorragia. Equipe de plantão da UPA informou aos bombeiros que o estado da vítima era “gravíssimo”.   

Segundo boletim de ocorrência número 157/2018, registrado pela Polícia Militar na 1º Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, o autor queria esfaquear indivíduo conhecido como "Careca" e depois do crime fugiria para Rondonópolis. Segundo a PM, populares informaram que o motivo seria que “Careca” teria “dado em cima” da sobrinha do autor, mas, como os bombeiros haviam informado, na hora do crime, a vítima que possui deficiência mental, teria ficado na frente do autor e foi atingido. O acusado foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Corumbá com um corte no dedo, na cabeça e escoriações pelo corpo. Objetos como carteira, celular e corrente que estavam com o autor foram entregues para o irmão dele. A vítima já tinha sido transferida da UPA para o centro cirúrgico do Hospital de Corumbá e até às 22h21 quando foi registrado o boletim de ocorrência, se encontrava em estado grave.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE