Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Setembro de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Casa do Papai Noel da Cripam abre neste sábado e ajudará na manutenção de ações sociais

Lívia Gaertner em 16 de Dezembro de 2017

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Espaço da Prime foi todo decorado com os símbolos do Natal

Pelo quinto ano, a Cripam - Casa de Recuperação Infantil Padre Antonio Müller transforma um espaço de Corumbá na “Casa do Papai Noel”. A estrutura, que conta com muita decoração e brinquedos para a criançada, foi montada na Prime Live Music e Pub, na avenida General Rondon, onde a entrada por pessoa custa R$ 5,00 (cinco reais).

O valor arrecadado com a bilheteria das visitas é revertido para pagamento das despesas da ONG que atende mais de 700 crianças nos três braços que se subdivide a instituição: o abrigo Marisa Pagge, o CAIJ - Centro Apoio Infanto Juvenil e o Caijinho. Cada projeto atende um público específico voltado para uma faixa etária e uma situação de vulnerabilidade específica.

Para manter todos os projetos em atividade, a Cripam movimenta uma equipe de profissionais entre professores, monitores, psicólogo, assistente social entre outros. A presidente da instituição, Luísa Martins contou ao Diário Corumbaense como a Casa do Papai Noel, que é uma atração para o público, ajuda na manutenção das ações.

“O décimo terceiro salário para a gente é muito pesado porque é mais um pagamento, então usamos o dinheiro arrecadado com a casa para pagar nossos funcionários. Todo ano temos conseguido e isso nos motiva a fazer mais e mais”, disse a gestora.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Luísa Martins é presidente da Cripam e pede o apoio da população

“A gente luta com muita dificuldade, esse ano foi difícil, foram com os apadrinhamentos que mantemos em países como Eslovênia, Itália, na Europa toda quase e muita doação do povo de Corumbá, que conseguimos manter a estrutura. Quando estávamos com insuficiência de arroz, porque nossa demanda estava em 25 quilos por dia, eu me assustei e saí pedindo. Graças a Deus o povo de Corumbá nos acolheu”, relatou sobre a forma como a Cripam se manteve durante o ano de 2017.

Ela faz um pedido para a população prestigiar a Casa do Papai Noel e que também conheçam e colaborem com a instituição que surgiu em 1997 com a finalidade de recuperar crianças vitimas da desnutrição. Hoje, a ONG acolhe, oferece higiene, alimentação, atendimento médico, fisioterapia, exames e atividades lúdicas para as crianças. São realizadas reuniões de orientação, formação e geração de renda para as famílias dos beneficiados. A equipe também atua por meio de visitas familiares e oferece o encaminhamento para a rede social de atendimento, quando é necessário.

Em 1999 surgiu a segunda linha de ação social da Cripam: a Casa de Acolhimento Institucional Marisa Pagge, que fica aberta de domingo a domingo para atendimento de crianças vítimas de abono ou negligência familiar.

O Centro de Apoio Infanto Juvenil (CAIJ) foi construído em 2008 com a finalidade de atender crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, a casa recebe cerca 600 pessoas, que participam de atividades socioeducativas, culturais e esportivas e de formação cidadã e religiosa. A instituição fica aberta de segunda a sábado.

Com a desativação do “hospitalzinho” surgiu o Caijinho para atender crianças de 4 a 6 anos de idade no contraturno escolar nos mesmos moldes do projeto inspirador, o Caij, cujo público é formado de crianças com mais idade até adolescentes.

 A Casa do Papai Noel ficará aberta até o dia 23 de dezembro, inclusive neste domingo, das 18h às 23h e, além da decoração, presença do Papai Noel e brinquedos, o local também oferecerá praça de alimentação.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Lugar onde o Papai Noel irá receber as crianças

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE