Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

A dinâmica da política sul-mato-grossense

Da Redação em 13 de Novembro de 2017

Ao assumir o diretório regional do PSDB no final de semana, o deputado estadual Beto Pereira, que já foi prefeito de Terenos, disse que sua meta é fortalecer o partido para reconduzir o governador Reinaldo Azambuja ao governo no ano que vem. Pereira afirmou que vai percorrer todo o Mato Grosso do Sul para compor com pessoas importantes nesse projeto. 

Convite a Iunes

E Beto Pereira não perdeu tempo, já convidou o prefeito de Corumbá, a quarta cidade em colégio eleitoral, para se filiar ao PSDB. Marcelo Iunes disse que vai  avaliar a proposta antes de dar uma resposta ao deputado e presidente do partido.

Até porque

Iunes é do PTB, partido que também fez parte da base de Reinaldo que avalizou sua entrada na chapa de Ruiter como candidato a vice-prefeito. Aliás, a formação da chapa, foi uma costura entre os três líderes políticos, Reinaldo, Ruiter e Iunes, favorecendo assim a eleição de Ruiter (prefeito falecido no dia 1º de novembro) e a chegada do PSDB ao comando do Executivo corumbaense.

Resta saber

Se a ida do prefeito Marcelo Iunes para o PSDB poderia fortalecê-lo junto ao governo, e se Reinaldo conseguir se reeleger, se irá apoiá-lo em uma possível candidatura à reeleição à Prefeitura de Corumbá. São questões que o prefeito deve estar avaliando com muito cuidado, pois delas dependem a sua ascensão política.

Por outro lado

O juiz federal Odilon de Oliveira assinou sua filiação no PDT e lançou sua pré-candidatura ao Governo do Estado. Tido como uma pessoa íntegra e voraz no combate ao crime organizado, Odilon chega para uma disputa que não vai ser nada fácil contra o governador Reinaldo Azambuja que deve buscar a reeleição. 

Para muita gente

Odilon seria a pessoa certa para governar um Estado que tem duas fronteiras problemáticas. A da Bolívia com o tráfico de cocaína e a do Paraguai, com o tráfico de maconha e o contrabando.

No PMDB

O ex-governador André Puccinelli deve assumir o partido ainda este mês. Ele também é outro nome que pode aparecer forte na disputa. Com isso, as eleições do ano que vem começam a tomar corpo.

(*) Detalhe é uma coluna de opinião do Diário Corumbaense que aborda os mais variados assuntos. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE