Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Audiência de custódia de Cesare Battisti deve ser realizada hoje

Rosana Nunes em 05 de Outubro de 2017

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Cesare Battisti está detido na sede da Polícia Federal de Corumbá

O italiano e ex-ativista de esquerda Cesare Battisti, passou a noite na Polícia Federal de Corumbá, após ter sido detido na quarta-feira (04) acusado de evasão de divisas. Ele foi condenado a prisão perpétua em seu país, pela morte de quatro pessoas entre os anos de 1977 e 1979 e vive refugiado no Brasil desde 2010.

Battisti, conforme nota da PF e da Polícia Rodoviária Federal, foi detido na tarde de ontem. Policiais rodoviários federais abordaram um veículo particular onde se encontrava o estrangeiro. Durante a abordagem foi identificado que Cesare Batisti, juntamente com 2 outros passageiros, portavam uma quantia significativa em moeda estrangeira.

Por se tratar de região de fronteira, os policiais rodoviários federais comunicaram a Polícia Federal, que realizou o acompanhamento do veículo até a divisa entre os dois países. Battisti foi detido no momento em que tentava sair do Brasil em um táxi boliviano. 

Dólares e Euros

Battisti portava a quantia de US$ 5 mil (cerca de R$ 16 mil)  e 2 mil euros (aproximadamente R$ 7,3 mil). Qualquer pessoa que cruze a fronteira do Brasil com mais de R$ 10 mil em espécie, em moeda nacional ou estrangeira, tem que fazer a declaração à Receita Federal. Autoridades brasileiras acreditam que Cesare Battisti iria tentar se refugiar na Bolívia uma vez que o governo italiano pediu formalmente ao Brasil que anule o refúgio e o devolva para cumprir a pena em seu país de origem. 

O advogado de Corumbá, Maarouf Fahd, é quem está acompanhando o depoimento de Battisti e o trâmite da detenção pela Polícia Federal. Ele informou a este Diário que hoje deve ocorrer, por videoconferência na Justiça Federal, audiência de custódia, quando o juiz responsável irá decidir se ele será liberado ou não. 

 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE