Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
19 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Contagem regressiva para as pesquisas eleitorais

Da Redação em 25 de Agosto de 2017

Enquanto a Câmara dos Deputados discute a Reforma Política, aqueles que querem se candidatar correm contra o tempo. Embora digam que ainda é cedo, quem quer se viabilizar precisa mostrar, entre outras coisas, prestígio popular.

Pesquisas eleitorais

A partir do mês de setembro, a maioria dos que querem se candidatar devem contratar os institutos de pesquisa para fazer uma avaliação da popularidade do seu nome. Com o resultado em mãos será mais fácil convencer os partidos e os investidores, ou não. 

Em Corumbá 

Tem um batalhão de gente querendo ser candidato a deputado estadual e poucos pleiteando a vaga para disputar um cargo de deputado federal. Talvez a atitude se explique pelo número de votos necessários, é bem mais fácil ser estadual do que federal, sem contar que Corumbá faz tempo que não elege um federal e concorrer à vaga poderia ser murro em ponta de faca. 

Sem se esquecer

Que Ladário também entra no páreo. A cidade é pequena e tem cerca de 13 mil eleitores, mas os votos de lá podem fazer a diferença, como fizeram na eleição passada. Se um dos candidatos da Cidade Branca tivesse tido os votos que um único candidato de Ladário conseguiu, teria sido eleito. 

Fiel da balança

Pensando dessa forma, há que se fazer um questionamento: vão chamar Ladário para compor o pacto que está sendo proposto? O nome, ao invés de Pacto por Corumbá, incluiria a Pérola do Pantanal? 

Na política

“A união faz a força” e dificilmente quem quer ganhar uma eleição deixa alguém de fora do grupo. Por isso mesmo existem tantos acordos políticos por aí.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE