Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Jovem karateca conquista medalha de ouro em Pan-Americano disputado na Argentina

Ricardo Albertoni em 24 de Agosto de 2017

Divulgação

Júlio César venceu quatro adversários: um argentino, um canadense, um venezuelano e na final venceu um colombiano

O jovem karateca Júlio César Mendonça Garcia, de 12 anos, conquistou na quarta-feira, na Argentina, o seu título mais importante. O fenômeno do Karatê Olímpico conquistou a medalha de ouro no Pan-Americano realizado na capital argentina, Buenos Aires.

Integrante da Seleção Brasileira de Karatê, o jovem atleta que chegou a Corumbá há pouco tempo do Rio de Janeiro, é atleta da Associação Kumakan de Karatê e tem recebido preparação diferenciada de alto rendimento visando suas participações em campeonatos nacionais e internacionais.

O sensei Genival, do Rio de Janeiro, acompanhou o atleta durante a competição

Nesta competição, Júlio contou com o acompanhamento do seu técnico Genival Ferreira da Silva, do Rio de Janeiro. O sensei Genival é responsável pelo aprimoramento da técnica do atleta que compete na modalidade de Kata (luta imaginária de movimentos combinados). Para conquistar a medalhar, o jovem precisou vencer quatro adversários: um argentino, um canadense, um venezuelano e um colombiano por 4 a 1 na grande final. Dezenove atletas de dez países disputaram medalhas na categoria de Júlio 

Agora, além de estar em primeiro lugar no ranking brasileiro, o karateca também lidera o ranking das Américas, já que somou pontos com o bronze no Sul-americano disputado em junho e com o ouro conquistado no Pan. Com esse desempenho, o atleta estaria garantido no Mundial que será realizado em novembro, na Espanha, porém, sua categoria até 14 anos não está confirmada.

Para disputar a competição, Júlio César contou mais uma vez com o apoio dos familiares e amigos que obtiveram através de “vaquinha virtual” pouco mais de R$ 2 mil. A Prefeitura de Corumbá disponibilizou passagens até Campo Grande, mas como a família já havia comprado os bilhetes, elas serão utilizadas para outra competição ainda este ano. O valor extra da viagem que custou aproximadamente R$ 7 mil, foi custeado pelos pais.

Divulgação

Além de estar em primeiro lugar no ranking brasileiro, o karateca agora assume a liderança do ranking das Américas

Menino campeão

Participando de competições desde os 6 anos de idade, o karateca sempre esteve no pódio. Foi bicampeão brasileiro nacional, tetracampeão brasileiro regional; tem dois títulos internacionais, da Copa Arnold Classic que aconteceu no Rio de Janeiro, onde a família também morou, e tem três títulos da Copa Internacional Amazônica. É tricampeão carioca, tetracampeão amazonense e esse ano pretende ser campeão sul-mato-grossense. Um currículo de mais de 60 páginas e uma parede cheia de medalhas representam a carreira vitoriosa do atleta.

Em abril, ao Diário Corumbaense, os pais de Júlio já haviam relatado a dificuldade em conseguir patrocínio para eventos. O militar Juliano Garcia chegou a levantar a possibilidade de o atleta não disputar competições caso não houvesse apoio. “Nós dependemos do apoio das pessoas porque nosso filho nunca teve um patrocinador, sempre é o 'paitrocinador', tento fazer o possível para levá-lo até as competições, mas em alguns casos, não tem como”, disse na época.

A falta de recursos foi apenas mais um adversário vencido por Júlio e sua família. Após conquistar a medalha de bronze na competição Sul-Americana, agora o atleta retorna ao Brasil com a medalha de ouro do Pan no peito e a condição de melhor atleta das Américas na sua categoria.

Ações e Compartilhamento
Comentários:

Adonias Ferreira da Silva: Pequeno grande samurai, estamos orgulhosos de você, agradecemos a todos que colaboraram de alguma forma para realização desse sonho, grato (sensei Adonias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE