Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
17 de Agosto de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Povo das Águas vai atender região norte do pantanal a partir de segunda-feira

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 07 de Julho de 2017

Clóvis Neto/PMC

Serão atendidas cerca de 210 famílias na próxima semana na segunda ação

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, promove a segunda ação do Programa Social Povo das Águas. Os servidores municipais vão sair do Porto do Miguéis, às 22 horas de domingo, 09 de julho. Dessa vez, serão atendidos moradores da parte alta do rio Paraguai e rio São Lourenço, na região norte do pantanal. Aproximadamente 210 famílias, cerca de 700 pessoas, vão receber atendimento médico, odontológico, orientações e ações educativas e socioassistenciais. A população será contemplada também com vacinação e entrega de medicamentos.

“Espero que possamos fazer realmente todos os atendimentos previstos de acordo com a equipe multidisciplinar que está bem preparada para desempenhar sua função e concluirmos 100% nas localidades previstas, na região da parte alta. As pessoas estão ansiosas. Recebi algumas ligações de pessoas da parte alta do pantanal, isso é muito legal e gratificante para a gente, eles sempre nos recebem muito bem”, afirmou Elisama de Freitas Cabalhero, coordenadora do Povo das Águas.

As atividades vão começar na segunda-feira, 10 de julho, das 08h às 11 horas, na região Domingos Ramos, no Porto Maracangalha. À tarde, das 14h às 17 horas, a ação será na região do Castelo, no Porto do Zequinha. Na terça-feira, 11 de julho, a equipe estará na Ilha Verde pela manhã, no Porto Santa Catarina. À tarde, estará na Fazenda Ilha Verde, na região do Paraguai Mirim.

Na quarta-feira, 12 de julho, o atendimento vai acontecer nas regiões São Francisco, Mato Grande, Bonfim, Porto São Pedro e Chané, das 08h às 17 horas, nos portos São Francisco, Chané e Bonfim. No dia seguinte, o Povo das Águas vai atender à população do Amolar e Barra do São Lourenço, das 08h às 13 horas, na Escola Municipal Rural de Educação Integral Polo São Lourenço e Extensões.

Na sexta-feira, 14 de julho, a região do Rio São Lourenço será atendida das 08h às 15 horas, no Porto Mangueiral e no Porto Novo Horizonte. No sábado ainda haverá atendimentos. As regiões do Tuiuiú, Piuval e Capim Gordura vão receber a visita da equipe no período matutino. A previsão é que os servidores retornem para a cidade ainda no sábado, 15 de julho.

Primeira ação do ano atendeu a 250 famílias

Na primeira viagem feita pela equipe do programa, em média 900 pessoas na região do Taquari foram atendidas. As atividades ocorreram de 25 de junho a 1º de julho em sete portos diferentes. Na região do Paiaguás do Cedro, no sítio Liberdade, Severino da Costa Sales, de 63 anos, foi um dos beneficiados com os serviços prestados pelo Município. Ele estava preocupado com a própria saúde, precisava ir ao médico, ao dentista e pegar remédio. “O Povo das Águas é muito bom porque vem aqui para nos atender e nos ajuda com tudo, com médicos e cestas básicas, ajuda também a reunir a gente. É difícil a gente se vê, acontece quando tem uma festa, uma conversa com os amigos, quando vocês chegam, é que a gente mais vê gente”, disse Severino.

Moradora do sítio Bom Jesus, na Colônia São Domingos, dona Brigida Castelo Soares disse que aguardava com ansiedade a chegada da equipe multidisciplinar. “Para mim é bom o médico e os remédios porque é muito caro para comprar e conseguir ficha na cidade quando a gente vai. Quanto tempo que não vejo esse pessoal! Gosto muito dessas palestras que o pessoal dá. Aqui não tem quem oriente sobre essas coisas, principalmente para criança e adolescente. Gostei muito das explicações”, disse a moradora, ao se referir às palestras da Assistência Social.

O Programa Social chegou em boa hora para Domingos da Costa Soares, de 72 anos. “Estava mexendo com cavalo e o cavalo arrancou comigo e a faca entrou na minha perna e furou. Ainda bem que não pegou a barriga, se pegasse, já era. Procurei atendimento e a sorte é que estava o pessoal do Povo das Águas aqui e me atenderam. Fui bem atendido, graças a Deus e agora estou tranquilo. Se fosse para ir à cidade, ia gastar dinheiro, aqui foi tranquilo e me atenderam bem”, relatou o idoso.

 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE