Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
16 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Reme quer dar identidade à educação infantil de Corumbá com novo material didático

Da Redação em 18 de Abril de 2017

O material didático do Sistema de Ensino Aprende Brasil, da Editora Positivo, vai dar identidade à educação infantil da Rede Municipal de Ensino de Corumbá (REME). As apostilas passam a fazer parte do cotidiano escolar dos 3.666 alunos – na faixa etária de 1 a 5 anos – a partir deste mês. Desta terça-feira, 18 de abril, até a quinta-feira, dia 20, a equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação participa de capacitação para implantação do Sistema Aprende Brasil.

Clóvis Neto/PMC

Material passa a fazer parte do cotidiano escolar dos 3.666 alunos da educação infantil da REME

“Diagnosticamos que nossa Rede, na educação infantil, não tem uma identidade própria. Hoje, cada unidade escolar trabalha de acordo com o que acredita ser essencial e melhor para a sua comunidade. Não queremos que apenas uma unidade escolar da educação infantil (Creches ou Centros de Educação Infantil) tenha excelência. Queremos que todas as unidades que trabalham com crianças de zero a 5 anos tenham excelência no conteúdo oferecido aos alunos”, explicou a secretária Municipal de Educação, Maria Eulina Rocha dos Santos. “Assim, se uma criança sai de uma unidade para outra, no meio do ano, por exemplo, ela mantém o padrão e não encontre trabalho diferente e demore a se adaptar”, complementou.

Com o novo material didático, os quase 4 mil alunos da educação infantil da REME de Corumbá vão trabalhar o mesmo conteúdo com a “mesma estratégia metodológica sendo aplicada”, destacou a secretária de Educação. “Precisamos dessa identidade. É nesse momento que é inovador. É a construção da identidade da educação infantil da Rede Municipal de Ensino de Corumbá”, observou.

Todos os estudantes de 1 a 5 anos vão utilizar o material, “cada um com trabalho específico para a idade”, informou Maria Eulina. Ela ressaltou que a inovação está no fato de o Município ir além do que estabelece o Ministério da Educação (MEC) para a educação infantil. “O MEC não entrega material didático para essa faixa etária, o MEC indica Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI) e disponibiliza os indicadores de qualidade que cada escola vai construindo”, argumentou antecipando que o trabalho cotidiano contará com atividades complementares, além do conteúdo das apostilas, que serão “ponto de partida”, disse.

Fruto de um amplo debate nacional, o RCNEI que aponta metas de qualidade que contribuam para que as crianças tenham um desenvolvimento integral de suas identidades, capazes de crescerem como cidadãos cujos direitos à infância são reconhecidos. Também contribui para que possa realizar, nas instituições, o objetivo socializador dessa etapa educacional, em ambientes que propiciem o acesso e a ampliação, pelas crianças, dos conhecimentos da realidade social e cultural.

Dinamizar a rede de ensino

De acordo com a secretária de Educação, o material do Sistema Aprende Brasil ficará nas unidades escolares até determinada faixa etária. Na chamada pré-escola, os alunos vão diariamente levar para casa. “Os materiais didáticos das crianças até 3 anos ficarão dentro das unidades escolares. Já cadernos de atividades e de recados irão para casa porque neles está descrito o desenvolvimento da criança e a comunicação dos pais com a escola. O material será entregue ou no final do semestre ou final do ano. Mas estará disponível para os pais acompanharem o desenvolvimento escolar dos filhos. Os pais terão contato bimestralmente, o material é anual. De 4 a 5 anos, que é a pré-escola, os alunos levarão e trarão de casa para escola. As atividades são bimestrais”, finalizou a secretária Maria Eulina ao informar que todas as unidades da REME que trabalham com educação infantil receberão os novos materiais.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, o Sistema de Ensino Aprende Brasil, da Editora Positivo, vai ao encontro do objetivo de “dinamizar a rede de ensino”. O projeto pedagógico desenvolvido foi “voltado à proposta pedagógica do sistema de ensino do município de Corumbá”. O material didático foi submetido à rigorosa análise da equipe técnico-pedagógica da Secretaria, que atestou atender “às necessidades da educação almejadas pelo Município” e observa “o respeito e a valorização das diversas linguagens, utilizando brincadeiras, atividades artísticas, literatura, música, se tratando de uma proposta pedagógica com filosofia interacionista”. As informações são da assessoria de comunicação da PMC

Ações e Compartilhamento
Comentários:

Fábio Lugo: Bom dia a todos. Muito boa a iniciativa de adquirir o material didático do Sistema de Ensino Aprende Brasil, da Editora Positivo. Entretanto, acredito que a ordem de prioridade é que esta errada! Do outro lado, o dos professores, há dias em que não tem-se o material básico, tais como lápis de cor, canetinha, papel A4 ou até mesmo caderno para os alunos. Minha crítica, construtiva, é para que as outras prioridades também sejam atendidas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE