Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
29 de Abril de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

MS e MT passam a combater o crime organizado de forma integrada

Da Redação em 20 de Março de 2017

João Garrigó

Trabalho agora poderá ser em conjunto com o compartilhamento das senhas dos sistemas de inteligência

A partir desta segunda-feira (20) as equipes da área de inteligência dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso passam a trabalhar integradas. O anúncio foi feito hoje, durante o 2º Encontro dos Secretários de Segurança Pública, onde foi assinado um Termo de Cooperação pelos governadores Reinaldo Azambuja e Pedro Taques, juntamente com os secretários de Segurança Pública José Carlos Barbosa (MS) e Rogers Elizandro Jarbas (MT), e representantes da aérea de inteligência do Paraná, com objetivo de desenvolver ações de combate às organizações criminosas, como contrabando de armas, tráfico de drogas e roubo a bancos.

Com essa parceria firmada, segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública José Carlos Barbosa, o trabalho que antes era desenvolvido por cada estado de forma individual a partir de agora poderá ser em conjunto com o compartilhamento das senhas dos sistemas de inteligência. “Com isso os agentes de segurança do MT devem ter acesso ao banco de dados de MS para troca de informações, assim como nós também teremos acesso ao deles. Isso cria um arsenal de informação muito grande, além de aprimorar do trabalho da polícia”, explicou Barbosa.

Desde o mês de janeiro quando ocorreu o primeiro encontro, ações concretas já estão sendo realizadas como as operações integradas de divisa com MT e Minas Gerais, que resultaram na apreensão de drogas, armas, recuperação de veículos, cumprimentos de mandados de prisão e prisões em flagrante. “Cada vez mais é necessário que os estados coloquem as suas polícias para fazer o trabalho que deveria pertencer a União para combater o crime organizado. Tenho certeza que a parceria MS, MT e PR, deverá contribuir na elaboração de grandes operações para combater à criminalidade, além do que teremos mais força para cobrar que o governo federal nos ajude”, finalizou José Carlos Barbosa.

Segundo o secretário Estadual de Segurança Pública de Mato Grosso, Rogers Elizandro Jarbas, o seu estado tem a primeira agência integrada de inteligência do Brasil e é um modelo que MS e PR estão adotando, para que haja intercâmbio nesse setor. “Melhor do que combater o crime individualmente, é combater em conjunto, como está sendo feito agora. Acredito que o intercâmbio de informações entre as unidades de inteligência vai contribuir muito para realização das nossas ações, mas nós também precisamos do apoio da União”, destacou o Rogers.

Durante o encontro ficou definido que o próximo passo agora é a assinatura do Termo de Cooperação com o estado do Paraná, previsto para o próximo mês. Com informações do Portal de Notícias do Governo de MS

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE