Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Julho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Suspeito de atentado a prefeito é preso pelo Garras fugindo para Campo Grande

Campo Grande News em 17 de Junho de 2018

Dois dias após atentado ao prefeito de Paranhos, Dirceu Bettoni (PSDB), ferido a tiros na noite de quinta-feira (14), casal suspeito pelo crime foi preso por volta das 23h30 de sábado (16) na BR-163, na região de Rio Brilhante, distante 163 quilômetros de Campo Grande.

Divulgação/Polícia Civil

Pistoleiro foi preso enquanto tentava fugir para Campo Grande

O pistoleiro Gabriel Queiroz, 26 anos, e a mulher dele, Djuly Priscilla Couto, 28 anos, tentavam fugir para Campo Grande, quando foram detidos por equipe do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros).

Conforme a Polícia Civil, Gabriel pilotou uma motocicleta até determinado ponto, depois abandonou o veículo e entrou no VW Gol, de cor roxa, que a esposa conduzia. Ele, que tem várias passagens por roubo e disparo de arma de fogo, recebeu R$ 20 mil do mandante para executar o crime. Segundo o delegado do Garras, Fábio Peró, nome do mandante e a motivação ainda não serão divulgados para não atrapalhar as investigações. 

Caso 

Dirceu chegava em casa na rua Marechal Dutra, no Centro de Paranhos, quando foi surpreendido pelo atiradores. Os familiares da vítima escutaram ao menos seis tiros, sendo que três atingiram o prefeito. Os disparos de um revólver calibre 38, acertaram a cabeça, boca e abdômen da vítima. Ele foi socorrido ao hospital da cidade, mas devido à gravidade foi encaminhado para uma unidade de saúde de Dourados, onde continua internado. 

Dirceu Bettoni exerce o seu terceiro mandato como prefeito do município que fica a 469 quilômetros da Capital. Disputas de terra no Paraguai seria um das motivações para o crime, segundo informação extraoficial.

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE