Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
19 de Agosto de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Corumbaense e Dom Bosco empatam e no final da partida, jogador do Carijó sofre ofensa racista

Ricardo Albertoni em 21 de Maio de 2018

Arquivo Diário / Anderson Gallo

Robinho relatou ao quarto árbitro ter sido chamado de "macaco" pelo zagueiro do Dom Bosco

O lateral direito do Corumbaense, Ederson Batista de Souza, conhecido pelo apelido de Robinho, sofreu ofensa racial no final do jogo de domingo, 20 de maio, entre Corumbaense e Dom Bosco, na Arena Pantanal, em Mato Grosso. A informação consta na súmula do árbitro da partida, o baiano Joedson de Jesus Oliveira.

Segundo Joedson, o lateral Robinho relatou ao quarto árbitro ter sido chamado de "macaco" pelo zagueiro do Dom Bosco, Bruno Felipe Pereira dos Santos. De acordo com o documento, a ofensa racista teria acontecido no momento em que as equipes se dirigiam para o vestiário.

Eles teriam discutido e em certo momento Robinho teria chutado uma bola em direção aos atletas adversários, o que iniciou discussão generalizada e precisou de intervenção da equipe de arbitragem e da Polícia Militar. Robinho informou ao assistente de Joedson que sua reação teria sido motivada por ofensa proferida pelo zagueiro que teria dito “seu preto, macaco”.

O fato foi comunicado à Polícia Militar e os envolvidos foram levados para a Polícia Civil para que fosse registrado o boletim de ocorrência. No entanto, a súmula informa que o comandante da guarnição da Polícia Militar relatou que ambos foram encaminhados para a delegacia como suspeitos de agressões verbais mútuas.

Ao Diário Corumbaense, Robinho explicou que a falta de importância que as autoridades deram para a situação foi o que mais o indignou. “Agora estou mais tranquilo, mas na hora fiquei muito triste. Isso acontece muito, acho que nunca vai acabar, a verdade é essa. Estávamos saindo para o vestiário e quando ele falou, eu acabei perdendo a cabeça e dei uma bolada nele. Eu não fico quieto, não aceito. Tem que falar, para que se não acabe de uma vez, pelo menos diminuam essas situações. O que mais revolta é que não deram importância, uns davam risada, outros achavam normal, como se isso fosse normal. Dão a desculpa de que no calor do jogo isso pode acontecer, isso revolta mais ainda”, desabafou Robinho.

De acordo com a diretoria do Corumbaense, o boletim de ocorrência foi registrado como injúria. Na delegacia, foi assinado por ambos os atletas termo de renúncia em que eles manifestavam, por hora, que não desejavam representar criminalmente contra o outro. 

Em 2015, quando jogava pelo Naviraiense, Robinho se desentendeu com um torcedor no final do jogo em Corumbá e também relatou que havia sido vítima de racismo. Superada a situação, em 2016, o lateral foi contratado para defender o Corumbaense e Robinho conquistou a confiança dos torcedores pelo seu desempenho nos jogos.

Corumbaense Futebol Clube

O empate na Arena Pantanal não eliminou a equipe pantaneira, mas, diminuiu muito as chances de classificação

O jogo e as chances de classificação

O empate na Arena Pantanal não eliminou a equipe pantaneira, mas, diminuiu muito as chances de classificação na última rodada em que o time recebe o Iporá no estádio Arthur Marinho.

O time de Corumbá chegou a fazer o primeiro gol aos 24 minutos do primeiro tempo com Agnaldo. A vitória dava condições para que o “Carijó da Avenida” chegasse vivo na última rodada, até porque, Iporá e Brasiliense acabaram empatando em 2 a 2. Mas, no fim do segundo tempo, o Dom Bosco empatou, conquistando seu primeiro ponto na competição.

Para se classificar, o Corumbaense torce para uma situação improvável. O Dom Bosco, equipe mais fraca do grupo A10, de acordo com a pontuação, teria que golear o Brasiliense, enquanto o Corumbaense também teria que golear o Iporá, já classificado, líder do grupo. As duas equipes empatariam na pontuação e o primeiro critério de desempate, que é saldo de gols, definiria o segundo colocado. Hoje, o Brasiliense tem 8 pontos e saldo positivo de 4 gols. O Corumbanse tem 5 pontos e saldo negativo de 5. Se houver empate, o segundo critério é o de gols pró.

Mesmo com o “milagre”, o Corumbaense ainda teria que estar entre os 15 melhores vice-líderes para avançar. Classificam-se  para a próxima fase os 17 líderes dos grupos e os 15 times com melhores campanhas que estão na segunda colocação.

O jogo, que pode ser a última apresentação do time profissional do Corumbaense diante de sua torcida, este ano, está marcado para o dia 27 de maio. O Carijó  da Avenida encerra a primeira fase da competição enfrentando o Iporá, equipe que encarou na estreia em Goiás no dia 21 de abril e acabou sendo derrotado por 2 a 0.

 

Ações e Compartilhamento
Comentários:

Alberto de Almeida Floriano: O Jogador Robinho tem razão em não aceitar esse tipo de provocação preconceituosa, por outro lado, outros atletas que se expuseram pela mesma agressão sofrida em campo, misteriosamente arruinaram suas carreiras "GRAFITE DO SÃO PAULO, E ARANHA DO SANTOS". Me lembro de uma entrevista de pelé em que ele disse "fui vitima desse tipo de agressão diversas vezes, sempre respondi na bola".

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE