Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
23 de Junho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Com gol de estreante, Corumbaense vence em casa e volta para a briga na Série D

Ricardo Albertoni em 28 de Abril de 2018

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Alvinegro Pantaneiro marcou o primeiro de pênalti, com Agnaldo

Em noite de reencontros com a torcida, o ex-treinador e principalmente a vitória, o Corumbaense voltou para a briga no grupo A10 do Campeonato Brasileiro da Série D. A equipe pantaneira enfrentou neste sábado, 28 de abril, o Dom Bosco, de Mato Grosso, comandado pelo técnico Gianni Freitas, vice-campeão sul-mato-grossense 2018 pelo “Alvinegro Pantaneiro” e venceu pelo placar de 2 a 1 diante de um público modesto comparado ao registrado em outras partidas do ano.

Em jogo de muita velocidade e também de muitas faltas, o primeiro gol saiu logo nos primeiros minutos. No primeiro ataque da equipe de Corumbá, Sandrinho foi derrubado na área. Agnaldo, que entrou no lugar de Salomão, titular no primeiro jogo do time contra o Iporá, bateu o pênalti no canto direito, deslocando o goleiro e fez o primeiro do jogo. Mas, não houve muito tempo para comemoração. Rapidamente, aos 9 minutos, a equipe visitante chegou ao empate com Eltinho, que aproveitou o rebote após grande defesa do goleiro Guilherme.

Um jogo de muitas faltas, muitas delas no meio de campo, apontava para expulsões ao longo da partida e a primeira aconteceu aos 39, depois de uma confusão no meio, o autor do gol do time visitante, Eltinho, foi expulso. A partir daí, com a vantagem numérica, o Corumbaense passou a rondar mais a área do “Azulão Mato-grossense”, que mesmo com um a menos era perigoso nos contra-ataques. No final do primeiro tempo, Sandrinho quase marcou de meia bicicleta dentro da área após a bola sobrar para ele depois de um escanteio, mas o goleiro Hailson estava bem posicionado e defendeu sem problemas.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

O segundo gol foi marcado pelo estreante Michel Paulista

No segundo tempo, o técnico Robert optou pela entrada de Michel Paulista que chegou nesta semana e aos 13 minutos, quando o Dom Bosco era bastante pressionado pela equipe corumbaense, brilhou a estrela de dois jogadores que entraram no time. O zagueiro Rodrigo Milanez, que assumiu a vaga após lesão de Jaime, e Michel Paulista. Milanez acreditou quando a bola já saía pela linha de fundo e de costas mandou para a área encobrindo o goleiro. Já debaixo das traves, o oportunista Michel Paulista completou para fazer o segundo do “Carijó da Avenida”.

“Graças a Deus fui feliz e devolvi a bola para dentro da área e o Michel conseguiu fazer o gol. Importante foi que o time se doou, o jogo foi difícil, o time deles é de jogador jovem, corre o tempo inteiro, acredito que cada jogo é uma decisão, o time está de parabéns. Estávamos precisando demais de uma vitória, para retomar a confiança, temos uma semana para trabalhar, dois confrontos diretos contra o Brasiliense e se a gente conseguir 4 pontos damos um grande passo para a classificação”, disse o zagueiro.

“Jogo muito pegado, Brasileiro Série D é isso mesmo, correria, quem errar menos ganha. Graças a Deus eu pude estrear com o pé direito e fico mais feliz ainda que a gente saiu com os 3 pontos. Artilharia é de pouquinho e pouquinho, vamos em frente porque quem trabalha Deus ajuda”, explicou o atacante Michel Paulista ao Diário Corumbaense.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Dom Bosco teve dois jogadores expulsos

O Corumbaense ainda teve outras chances para marcar, tanto na bola parada, quando em jogadas de bola rolando como aos 32 do segundo tempo, quando Guilherme chutou uma bola que passou perto do canto direito do goleiro adversário. Aos 40 minutos, a equipe de Gianni Freitas teve o segundo expulso, Felipe (8). A partir daí, com 9 em campo, o Corumbaense administrou o jogo e conquistou seus primeiros três pontos na competição. O treinador Robert Almeida destacou a este Diário que a vitória dá confiança ao time para a sequência da primeira fase.

“Eu gostei, acho que o primeiro gol saiu até de uma jogada ensaiada – que deu origem ao pênalti - que estamos treinando, mas, na sequência a gente não pode tomar o gol rápido da maneira que foi. Não deu nem tempo para que o time adversário sofresse. Depois, a equipe conseguiu equilibrar as coisas, teve paciência necessária para conquistar a vitória e até conquistar essa vantagem numérica, pois tomamos pontapé, o time deles foi muito faltoso e essa vitória foi merecidíssima. Jogadores que entraram agora no time, entraram muito bem, Michel com a estrela e o Milanez acreditou na jogada e isso dá a confiança que estávamos precisando. Agora é ter tranquilidade para que a gente vá para Brasília bem. A vitória era fundamental”, avaliou Robert Almeida.

Próximos jogos

O Corumbaense volta a campo na próxima sexta-feira, 04 de maio, às 19h, contra o Brasiliense, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Logo em seguida no dia 13, faz o jogo de volta no Arthur Marinho contra a mesma equipe. No dia 20 vai até Mato Grosso, enfrentar o Dom Bosco na arena Pantanal e no dia 27 encara o Iporá no Arthur Marinho, fechando a primeira fase da competição.

Com a vitória, o Corumbaense assume a terceira posição do grupo com 3 pontos, mesma pontuação de Iporá e Brasiliense. As duas equipes vão se enfrentar neste domingo no Mané Garrincha e pode haver alterações na tabela por causa do critério de saldo de gols, dependendo do resultado do jogo.

A Série D

O Campeonato Brasileiro da Série D é disputado por 68 clubes, divididos em 17 grupos de quatro equipes na primeira fase. Os 17 primeiros e os 15 melhores segundos colocados de cada chave avançam à segunda fase, que será disputada em jogos mata-mata de ida e volta. Caso não esteja entre os quatro melhores colocados ao fim do campeonato para avançar à Série C, por ser vice-campeão estadual em 2018, o Corumbaense já está garantido na Série D do ano que vem.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Após passar mal, Jackson Lourenço, preparador físico do Corumbaense, foi levado para atendimento médico pelos bombeiros

Preparador físico passou mal

No fim da partida, o preparador físico do Corumbaense, Jackson Lourenço, passou mal e precisou ser levado para receber atendimento médico pela ambulância do Corpo de Bombeiros. Segundo o fisioterapeuta Marcelo Araújo, responsável pelo departamento médico do clube, o profissional, que saiu do estádio se queixando de dores no tórax e na nuca, foi medicado e monitorado na emergência do pronto-socorro municipal. Depois, foi liberado e se juntou ao elenco novamente. (matéria editada para atualização de informação)

 

Ações e Compartilhamento
Comentários:

Gerson Carneiro Marques: Parabens ao time pela vitória em casa. Agora, o time vai enfrentar um time chato num estádio de copa do mundo, grande (70 mil lugares). Esqueça a atuação feita contra o Ceilândia. Faça o dever de casa na preparação (descanso, planejamento, ensaio de jogadas pra combater as armadilhas do adversário e para surpreende-lo) e no jogo (atuar com inteligencia, responsabilidade e garra). Estamos torcendo pelos três pontos da Capital federal. Pra cima deles!!!

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE