Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
23 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Missa de Sétimo Dia do colunista social Alfredo Sartory será esta noite

Lívia Gaertner em 20 de Fevereiro de 2018

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Alfredo de Sartory colecionava amigos e quase 30 anos de colunismo social

A Missa de Sétimo Dia do falecimento do colunista social, Alfredo de Sartory, será realizada esta noite, 20 de fevereiro, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, localizada na rua 21 de Setembro, 2405. A celebração religiosa está marcada para começar às 19 horas.

Parceiro do jornal Diário Corumbaense onde mantinha sua coluna no jornal impresso e no site desde a fundação do jornal, em 2007, Sartory morreu na manhã da quarta-feira de cinzas, 14 de fevereiro, após ser submetido a duas cirurgias devido a um grave problema de saúde.

Corumbaense, Sartory atuava há cerca de 30 anos como colunista social da cidade onde eternizou a personagem “Camiliiiiiiiiiinha” com a qual contava bastidores da sociedade. Anualmente, ele promovia o Oscar Pantaneiro, premiação que reconhecia o desempenho de profissionais de diversas áreas, entre empresários, personalidades militares e políticas.

O corpo do colunista social foi sepultado na quinta-feira, 15 de fevereiro, no Cemitério Santa Cruz. Com a presença de familiares e muitos amigos que o colunista conquistou ao longo da vida, a cerimônia de despedida teve homenagens, entre elas, a prestada pela Marinha do Brasil, com toque de silêncio, uma vez que Sartory era membro da Soamar (Sociedade Amigos da Marinha) e, em 2013, recebeu  a mais alta comenda da instituição militar, a Ordem do Mérito Naval.

Alfredo Sartory sempre se dizia uma pessoa “sem papas na língua” e expunha suas opiniões, não raras vezes de forma jocosa que vinha sempre acompanhada de uma singular gargalhada. Era considerado uma "verdadeira enciclopédia ambulante” da sociedade corumbaense, pois tinha guardada na memória e em seus arquivos, datas de aniversário, grau de parentesco e nomes de muitas pessoas.

Entre as expressões marcantes que sempre apareciam em suas colunas aqui no Diário Corumbaense e no jornal Correio de Corumbá:  “wonderful”, “crème de la crème”, “petit comité”. Ele criou a personagem “Camiliiiiiiiiiinha” com a qual contava bastidores da sociedade. 

Sartory era um folião declarado e desfilava em várias escolas de samba, sendo que exerceu a presidência da Mocidade Independente da Nova Corumbá, onde foi enredo no carnaval de 2009. Era associado do Lions Clube desde 2002 e presidiu o clube no ano leonístico de 2007/2008.

Alfredo Sartory deixou filho e neto que, atualmente, moram na cidade de Campo Grande. 

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE