Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
14 de Agosto de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Derrotado pelo Corumbaense, ASA teve confusão e perdeu o treinador

Campo Grande News em 10 de Fevereiro de 2018

A derrota para o Corumbaense no estádio Arthur Marinho na quarta-feira (07) em duelo válido pela Copa do Brasil fez com que, além de perder R$ 600 mil por não passar de fase, o ASA de Arapiraca (AL) perdesse o treinador após confusão ocorrida ainda no vestiário, em Corumbá.

O placar de 1 a 0 para o time sul-mato-grossense rendeu, por enquanto, a soma de R$ 1,1 milhão em premiação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) - são R$ 500 mil só por jogar a primeira fase. A eliminação pesou nas costas do time alagoano, gerando problemas para a equipe.

De acordo com informações do Globo Esporte alagoano, divulgadas na noite de sexta-feira (09), o então treinador do time, Luiz Paulo, bateu no diretor de futebol Elias Mansur. "Eu o agredi. Eu tirei ele do vestiário, não queria ele comigo, não", assume o treinador, completando. "Agredi o gerente de futebol, que não me respeitou durante esses 60 dias. Eu o agredi com socos. Desferi alguns socos, ele saiu do vestiário e acabou", frisou Luiz Paulo.

A confusão não foi registrada pelo árbitro da partida na súmula. Chegando em Alagoas, Luiz Paulo pediu demissão da equipe, que além do Estadual local, disputará a Série D do Brasileiro este ano.

Já do lado do Corumbaense, o gol de falta aos 43 minutos do segundo tempo, marcado por Elivélton, garantiu o bom clima no vestiário e a ampliação do orçamento para o time neste ano. A entrada dos R$ 600 mil nos cofres do clube foi comemorado, inclusive em vídeo que rodou pelo WhatsApp, por Eduardo Arroz e companheiros.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE