Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
21 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Unidos de Vila Mamona promete arrepiar a avenida com enredo sobre o medo

Lívia Gaertner em 08 de Fevereiro de 2018

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

No barracão da Vila Mamona, cada costureira chega a produzir 60 peças por dia

Bicho papão, homem do saco, vampiros, bruxas, zumbis, fantasmas e toda espécie de seres que despertam o medo em crianças e também em adultos irão povoar o desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Vila Mamona neste carnaval. O enredo “A Caixa de Surpresas se abriu e a Vila quer te perguntar: do que você tem medo?” é a aposta para a escola campeã do carnaval em 2017 manter o título.

“Quando acabou o carnaval do ano passado, já começamos uma pesquisa, inclusive de campo com as pessoas, com as quais percebemos que há o interesse por coisas curiosas, enigmáticas, mágicas, então aproveitando isso, no final de abril, definimos o enredo para 2018”, contou ao Diário Corumbaense o carnavalesco Claudinho Tasso sobre a escolha da temática que promete fazer muita gente se arrepiar e até benzer o corpo na avenida.

Para garantir o clima sombrio em meio à uma festa naturalmente marcada pela mescla de cores, Tasso explica que o predomínio de tons escuros estará presente, entretanto será combinado com demais cores para trazer a alegria do carnaval em meio ao enredo.

“A gente está tendo que fazer o medo ser propagado em todo um pallete de cores e não ficar só naquele negro, roxo, e sim, fazer um colorido do próprio tema. É um grande desafio porque é uma temática mais escura, então estamos trabalhando a parte alegre, por exemplo, com o Halloween, dos vilões, com os contos folclóricos, daquilo que amedronta as crianças e os adultos”, explicou.

Ao ser questionado sobre as alegorias, Claudinho disse que muita coisa está sendo elaborada com a finalidade mesmo de surpreender o público, inclusive pela ousadia de figuras como a da personificação do mal.

Vencer o medo

Tasso revelou a este Diário, que, dentro do conjunto do desfile da Vila Mamona este ano, o quadrante final reservará uma surpresa para o público e jurados. O mais próximo que a reportagem conseguiu descobrir foi que o medo sofrerá um revés. Como? Só assistindo ao desfile na segunda-feira, 12 de fevereiro.

“Ela mostrará, no final do desfile, que o medo pode ser driblado e trazer um resultado bem maravilhoso para todos nós. A escola vem trazendo o medo até quase o final do desfile, apenas no último quadrante é que vai dar uma modificada nesse enredo, mostrando a parte pós-medo”, garantiu o carnavalesco que afirmou ter predileção por desenvolver enredos que envolvem aspectos de fantasias e mistérios, a exemplo do campeão em 2017 que falou sobre a sorte.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Carnavalesco e vice-presidente conferem trabalho de perto e ajustam detalhes

Perguntado se a Vila Mamona tem medo de deixar o título escapar em 2018, Claudinho mostrou estar bastante seguro do carnaval que está preparando a ponto de afirmar que será uma apresentação que superará a do ano passado.

“A Vila vem confiante em fazer um belo trabalho, muito bonito realmente, diga-se de passagem, melhor do que foi feito ano passado porque esse ano tivemos um tempo maior. A Vila Mamona tenta se superar a cada ano que passa, tenha certeza, que esse desfile vai ser superior ao do ano passado”, afirmou.

Segundo o carnavalesco, a escola comemorou a vitória mas, acima de tudo, assimilou as críticas recebidas de forma a produzir um desfile digno de campeã em todos os aspectos. “A gente espera bons resultados, estamos trabalhando dentro das críticas que recebemos ano passado e respeitando toda parte técnica do release, ou seja, faremos um desfile técnico na avenida”, avisou.

A Unidos de Vila Mamona é uma das dez escolas de samba de Corumbá que irão concorrer na 9ª edição do Esplendor do Samba, que em 2018 irá indicar 3 nomes em cada um dos 11 quesitos e melhor escola de samba durante as duas noites de desfile. O prêmio, instituído pelo jornal Diário Corumbaense tem o objetivo de homenagear aqueles que fazem o carnaval da cidade ser um dos maiores e mais animados do País.

Grêmio Recreativo Escola de Samba "Unidos de Vila Mamona"

Fundação: 18 de agosto de 1981

Presidente: Marcelo Toledo

Cores: verde, vermelho e branco

Carnavalesco: Claudinho Tasso

Enredo: “A Caixa de Surpresas se abriu e a Vila quer te perguntar: do que você tem medo?”

Compositores do samba-enredo: Denílson Almeida (letra), Xandão do Cavaco, Jojô do Cavaco e Lilico (melodia)

Intérprete: Denílson

Número de componentes: 850

Número de alas: 14

Número de carros alegóricos: 05

Componentes da bateria: 90

Porta-bandeira: Ana Paula Simpatia

Mestre-sala: Carlinhos Joia

Rainha da bateria: Cartilene Diniz

Mestre de bateria: Manoel

Local de ensaios: Avenida Rio Branco, 580, bairro Universitário

Colocação em 2017: 1ª colocada no grupo Especial, com 159,4 pontos

Ordem de desfile em 2018: 3ª a desfilar no dia 12/02 (2ª feira)

Informações sobre fantasias: (67) 9-8126-9565

 

GRES Unidos da Vila Mamona

Samba-enredo: “A Vila é de arrepiar: do que você tem medo?

Letra: Denilson Almeida

Melodia: Denilson Almeida, Xandão do Cavaco, Jojô do Cavaco e Lilico

É de arrepiar, sensação sem igual...

A tradição que enlouquece essa avenida          Bis

É sobrenatural, delírio surreal...

Preste atenção, chegou a Vila

 

Nessa noite cheia de emoção, me dê a mão, vem pra folia

Espantosa e alucinante, vem de outro mundo a fantasia

E na visão assustadora... no trem fantasma, gritos de horror

O coração sai pela boca, numa brincadeira ou filme de terror?

Mistérios... à meia-noite vão se revelar

Com o luar... feitiços e bruxedos

Imaginar estranhas criaturas, na dimensão da loucura,

A escuridão tem seus segredos                      

 

Deixa clarear o dia

Esquecer os pesadelos                  Refrão

Enfrentar os desafios             

Ser feliz e não ter medo

 

Nas histórias que vovó contava, eu vi monstros e assombrações

O suspense invade a passarela, no folclore dessa terra... superstição

O medo paira no ar, de onde vem eu não sei, um sentimento apavorante aflorou

Temor da morte, oh! Senhor, o arauto anuncia

O final dos tempos revelando a profecia                                                 

Então, depois de tudo vem um mundo melhor

Renasce a vida sob a luz do criador

E na magia da paz, a águia traz seu Axé               

Comunidade é sinônimo de amor         

    

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE